Quarteira

XVII Grande Gala Internacional do Acordeão começou em Quarteira

O arranque da XVII Grande Gala Internacional do Acordeão ocorreu no dia 5 de abril, no Salão Paroquial São Pedro do Mar, em Quarteira, com os melhores acordeonistas nacionais e internacionais.

Cinco prestigiados acordeonistas de renome nacional e internacional participaram neste espetáculo inaugural desta XXVII Gala Internacional de Acordeão: os dois campeões mundiais Mário D’Amaro, de Itália e Jérémy Lafon, de França. Rodrigo Maurício, da Lourinhã, Jorge Alves, de Moncarapacho e o promotor das galas, Francisco Sabóia, também atuaram nesta noite dedicada ao acordeão que contou com a presença do presidente da Junta de Freguesia de Quarteira.

Um espetáculo com o apoio da Paróquia de Quarteira e da Junta de Freguesia de Quarteira.

A Grande Gala do Acordeão 2018 abrange um total de 18 espetáculos por todo o Algarve e ainda Castro Verde, no Alentejo.

Recorde-se que, no início do século XX, o acordeão conquistou um espaço próprio na música algarvia e no folclore regional, especialmente na interpretação do corridinho. Albufeira é um concelho com tradições ligadas a este instrumento típico, sendo o único município do País a acolher um Museu do Acordeão, situado na aldeia de Paderne.

O albufeirense Gonçalo Pescada foi também o primeiro algarvio doutorado em Acordeão e autor do prefácio do livro “O Acordeão no Algarve – Um Século de Histórias e Memórias”, da autoria do investigador algarvio Nuno Campos Inácio. A obra contém ainda textos do jornalista Arménio Aleluia Martins, que tem acompanhado e apresentado a Grande Gala do Acordeão, e de Francisco Sabóia, organizador das 26 edições do evento e fundador do Museu do Acordeão, em Paderne.

 Por: Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

Categories: Quarteira