Quarteira

Nepaleses Residentes em Portugal festejam passagem de ano 2074/2075 em Vilamoura

O Sete Café, na Marina de Vilamoura, acolheu ontem à noite as comemorações da passagem de ano 2074/2075 no Nepal, numa iniciativa da NRNA Portugal – Non Resident Nepali Association (Associação dos Nepaleses Não Residentes).

A festa, que contou com a participação de centenas de nepaleses residentes no Algarve, foi conduzida protocolarmente por Niranjan Sedhain, secretário geral da NRNA Algarve, com o apoio do presidente Anil Sharma, contou com a presença dos dirigentes da NRNA Portugal, entre os quais o seu vice-presidente Sharad Shahi; dos dirigentes da NRNA Algarve, recentemente constituída e com sede na cidade de Quarteira; do presidente da Junta de Freguesia de Quarteira, Telmo Pinto; do coordenador e do técnico do projeto Loulé Sem Fronteiras, respetivamente Nelson Horta e Vasco Cary e ainda das professoras de Português para Nepaleses, que decorreram em Quarteira ao abrigo deste projeto.

Os festejos incluíram um buffet de gastronomia tradicional nepalesa, trajes e dança tradicional do Nepal.

No momento em que se comemorou a passagem de ano nepalesa, cantaram-se os Hinos Nacionais do Nepal e de Portugal.

Este sábado, a NRNA Portugal vai ainda promover os festejos de Ano Novo no Nepal na cidade de Albufeira.

Os festejos culminam no domingo, com o 1.º Festival Cultural do Nepal, que decorrerão no Parque Martim Moniz, em Lisboa, no dia 15 de abril, data em que se celebra o ano 2075 no Nepal, um dos países que celebra o Ano Novo em datas diferentes.

A Era nepalesa começou em 20 de outubro de 879. O ano nepalês baseia-se no Calendário Lunar, começa em meados de abril e está dividido em 12 meses. Sábado é um dia oficial de descanso. Dentre os feriados nacionais estão o Dia Nacional, a comemoração do Aniversário do Rei (28 de dezembro), o Prithvi Jayanti (11 de janeiro), o Dia do Mártir (18 de fevereiro) e uma mistura de festivais hindus e budistas, tais como o Festival Dashain no outono, e o tihar no final do outono. Durante o tihar, a comunidade Newar também comemora o seu ano-novo pelo calendário local, o Nepal Sambat.

Por: Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

Categories: Quarteira