Algarve

Vinhos do Algarve mostram-se em Londres

Maio tem sido um mês proveitoso para os Vinhos do Algarve e para a sua promoção, tanto nacional como internacional. A anteceder a primeira presença da Região Vitivinícola do Algarve numa feira internacional, os vinhos algarvios estiveram em destaque nos recentes Concursos como o dos Vinhos do Algarve, dos Vinhos de Portugal e no prestigiado Concurso Mundial de Bruxelas, obtendo medalhas em todos eles.

Durante os dias 21 e 23 de maio, a Região Vitivinícola do Algarve esteve no Olympia London, o emblemático edifício onde decorreu a London Wine Fair, o evento de vinhos mais importante do Reino Unido. Esta participação foi pioneira para a região porque se tratou da primeira vez que a fez fora do país com um stand próprio.

A presença dos Vinhos do Algarve no certame foi organizada pela CVA – Comissão Vitivinícola do Algarve, contou com a participação de 17 produtores que enviaram algumas das suas referências de vinhos, tendo inclusive muitos deles estado no stand da região a promover de forma direta e pessoal a sua produção.

Carlos Gracias – presidente da CVA – regressou satisfeito com a participação algarvia, destacando a relevância da escolha deste evento: “O Reino Unido é o 3.º mercado europeu mais relevante para Portugal e, no caso do Algarve, há uma importância acrescida na promoção, pois trata-se de um país com forte presença turística na região. Esta feira é muito particular porque é especializada para o Trade, ou seja, todos os visitantes são profissionais do setor, tanto na área da restauração, desde o sommelier ao proprietário, passando pelas garrafeiras, distribuidores e mesmo cadeias de supermercados britânicas vêm aqui”.

Para além da mostra de vinhos diversificada da região, o stand algarvio teve a presença regular do enófilo Gilmar Brito, cuja certificação WSET nível 3 permitiu acompanhar o exigente nível do evento e dos visitantes que procuravam informações no stand do Algarve. Gilmar Brito referiu que os vinhos algarvios “tiveram uma boa prestação mas, sendo uma feira muito especializada, os provadores vinham à procura de vinhos muito particulares, exclusivos ou com caraterísticas singulares”. Neste campo, destaca que os vinhos monocasta com Negra Mole, a casta autóctone do Algarve e única em Portugal, “foram aqueles que captaram as maiores atenções e elogios”.

O saldo da participação é claramente positivo e com certeza haverá contactos próximos para os agentes económicos da região exportarem os seus vinhos. A London Wine Fair terminou com chave de ouro um mês de maio repleto de sucessos, que começaram a 7 de maio em Silves, com o XI Concurso de Vinhos do Algarve, onde participaram 85 vinhos, dos quais 27 foram medalhados, e tendo sido atribuído o título de “Melhor Vinho do Algarve”, em concurso, com a grande medalha de ouro, à Quinta dos Vales com o seu Marquês dos Vales Grace Vineyard, tinto 2012.

Continuando em maio, de 14 a 18, decorreu o Concurso de Vinhos de Portugal que consagrou o Paxá Viognier 2017 (branco) com a medalha de Prata e com o galardão máximo – a medalha Grande Ouro – o Al-Ria Reserva 2016 (tinto) que passou assim a fazer parte de uma lista seletiva de vinhos que representarão Portugal em vários eventos internacionais em 2018.

Maio é também o mês da realização do reconhecido Concurso Mundial de Bruxelas que, este ano, teve a curiosidade de ter sido realizado em Pequim, na China, de 10 a 13 de maio. Ainda dentro do âmbito das curiosidades, refira-se que a China subiu da 6.ª para a 5.ª posição no ranking de medalhas, o que significou um aumento de 68% para um total de 131 medalhas. De referir que foram a competição quase 10 mil vinhos, oriundos de 48 países.

O Algarve foi premiado com 5 medalhas, 4 de prata e 1 de ouro, sendo esta para um vinho branco. Portugal foi o 4.º país a receber mais medalhas (324) depois do habitual trio de França, Espanha e Itália ocuparem as 3 primeiras posições, respetivamente.

Categories: Algarve