Quarteira

Rodolfo Castro nos Contos ao Luar do Colégio Internacional de Vilamoura

Muito riso e espanto marcaram a III edição de mais um Contos ao Luar no Colégio Internacional de Vilamoura (CIV), no passado dia 1 de junho. Rodolfo Castro, mais conhecido como “o pior contador de histórias do mundo”, encantou um público diversificado, amante e curioso por histórias, que respondeu ao apelo deste evento, aberto ao público, e que o CIV realiza de dois em dois anos nos seus jardins.

Depois da primeira edição, em 2014, que contou com a presença de Sofia Maul, Luis Carmelo e Serafim; e da participação de Tixa e Thomas Bakk, em 2016, os Contos ao Luar trouxeram este ano ao Algarve o argentino Rodolfo Castro.

Rodolfo Castro prendeu a atenção dos presentes do princípio ao fim, usando o poder da palavra e da expressão corporal que lhe é característica, e que advém de uma forte formação teatral. O contador apresentou um reportório variado de histórias que encheu a sala de espanto e de riso.

Não faltaram ainda neste evento livros (a escritora Sílvia Viegas contou e apresentou a sua obra “… e o amor”); histórias (vários amantes e curiosos aproveitaram o fim de tarde e contaram para os mais pequenos à sombra das árvores), música (o Clube de Guitarras tocou e cantou várias peças musicais com o apoio do professor José António Gonçalves), e petiscos.

Antes da atuação de encerramento da noite, o grupo de jovens contadores CIV Young Storytellers dinamizou uma sessão de contos maravilhosa a partir de um retroprojetor. O uso de objetos mágicos indutores da arte do improvisar, criar e contar histórias suscitaram a surpresa de todos. A contar desde 2010, este grupo vive a segunda geração de contadores, com o apoio da sua professora de Artes, Teresa Alexandrino.

Categories: Quarteira