AGENDA

ACERTAR O RUMO quer 200 candidatos até dia 11 de setembro para programa de reconversão profissional com taxas de empregabilidade de 100% e estágio remunerado garantido durante 1 ano

Segunda fase de candidaturas ao Programa, que já formou 115 pessoas até agora, visa aumentar o nível de qualificação dos jovens profissionais portugueses na área das TI, redirecionando competências para áreas com elevado índice de empregabilidade e ajustando a oferta à procura no mercado de emprego, abre no dia 14 de agosto e prolonga-se até dia 11 de setembro. O Acertar o Rumo apostou também numa campanha de divulgação dos testemunhos dos formandos das edições anteriores no Facebook.

A iTGROW, empresa participada equitativamente pelo Banco BPI e pela CRITICAL Software e que aposta na formação de desenvolvimento de competências na área de informática, em parceria com a Universidade de Coimbra  anunciam hoje que a segunda fase de candidaturas à edição 2018 do programa de formação profissional Acertar o Rumo vai abrir no dia 14 de agosto, prolongando-se até dia 11 de setembro.  As candidaturas poderão ser efetuadas através da submissão do Curriculum Vitae pelos candidatos em www.acertarorumo.pt. A edição de 2018 vai escolher mais 25 formandos para formação em JAVA.

Para assinalar o enorme sucesso deste programa, que nas 5 edições anteriores já reuniu 925 candidatos, dos quais foram selecionados 115 formandos para a fase letiva e uma taxa de empregabilidade de cerca de 100%, o Acertar o Rumo apostou numa inovadora campanha de divulgação de vídeos de testemunhos dos seus anteriores formandos no facebook onde cada um conta a forma como este programa modificou as suas vidas.

Catarina Fonseca, General Manager da iTGROW, afirma que: “Ano após ano, este programa tem vindo a refinar a sua qualidade e a atingir resultados que superam todas as expetativas iniciais. Resultados de um grande alinhamento do curso com as exigências do mercado e do esforço conjunto de docentes do DEI e de formandos excecionais que decidem fazer esta aposta vencedora. Acreditamos que são os formandos quem melhor pode testemunhar o sucesso deste programa e o impacto que o mesmo tem tido nas suas vidas, modificando-as e orientando-as para um mercado que tem um dos mais elevados potenciais de empregabilidade e crescimento tanto no curto, como no médio e longo prazo, em todo o mundo”.

Ao programa, que visa aumentar o nível de qualificação dos jovens profissionais portugueses na área das TI, redirecionando competências para áreas com elevado índice de empregabilidade e ajustando a oferta à procura no mercado de emprego, podem candidatar-se todos os indivíduos que acreditem possuir as caraterísticas adequadas para uma carreira na área das Tecnologias de Informação, nomeadamente: curso superior numa qualquer área de formação; boas capacidades de raciocínio lógico, preparação matemática e afinidade/motivação para as tecnologias da informação; boas capacidades de comunicação e de trabalho em equipa; domínio da língua inglesa; maturidade e motivação para cumprir um programa muito exigente; bem como disponibilidade total para frequentar a formação e o estágio.

Bruno Cabral, Professor da Universidade de Coimbra e Coordenador do Programa, afirma a este propósito: “Este programa já provou ser a aposta certa para licenciados de todas as áreas. Contribuiu para jornalistas, arquitetos, designers, engenheiros civis e eletrotécnicos, matemáticos, biólogos, entre outros, iniciarem uma carreira em IT, como programadores”.

O programa destina-se a licenciados nas áreas das engenharias, da física e das matemáticas e que por isso mesmo têm uma preparação académica mais adequada a uma carreira de desenvolvimento na área do software, sendo naturalmente mais aptos para se tornarem técnicos de programação de excelência.  São também elegíveis para o programa os candidatos que tenham formação académica de nível superior de base não tecnológica, em áreas como Arquitetura, Jornalismo, Direito, etc, desde que apresentem uma afinidade comprovada com a programação informática e tenham forte motivação para trabalhar na área das TI.

Empresas de referência garantem estágio remunerado com duração de 12 meses

A CRITICAL Software, a Accenture, a AIRC, o BPI, a EVERIS e a Present Technologies são as empresas que irão garantir o estágio de remunerado de 12 meses aos formandos que concluírem a fase letiva da edição de 2018 com sucesso. O valor mínimo da remuneração mensal está fixado em 750€ brutos.

No total o Programa tem a duração de 22 meses, repartidos por um período de 10 meses de formação e por um segundo período de 12 meses de consolidação através de um estágio profissional remunerado e garantido numa empresa com treino on the job no contexto de projetos reais.

A partir do dia 11 de setembro realizar-se-ão as provas para identificação de candidatos e a respetiva validação conjunta (Universidade de Coimbra + iTGrow) dos candidatos, em formato de entrevista, para se encontrarem os melhores 25 candidatos da 6ª edição do Programa Acertar o Rumo.

A formação terá um custo total de 2.850€ a serem pagos no ato de inscrição na fase letiva do Programa. Os formandos têm à sua disposição várias soluções de financiamento à formação a que poderão recorrer para financiar todas, ou parte, das rubricas de custo deste programa (propina, subsistência mensal, portátil e livros). Sendo uma ação desenvolvida em parceria com o IEFP, a sua frequência (ao contrário de outras ações que frequentem no ensino superior, por exemplo) é reconhecidamente profissionalizante e origina a dispensa das obrigações de procura ativa de emprego, não condicionando a manutenção dos benefícios atuais por parte da segurança social, nem os futuros no âmbito do IEFP, como sejam a integração em programas e medidas de estágio e emprego.

A fase letiva da 6ª edição do Acertar o Rumo terá início no dia 24 de setembro de 2018, e estará direcionada para o desenvolvimento em JAVA. A Fase de Consolidação – Estágio remunerado – deverá ter início em julho de 2019.

Sobre a iTGROW

A iTGROW resulta de uma iniciativa conjunta entre a CRITICAL Software e o BPI e aposta na qualificação informática, atraindo, selecionando, formando e preparando para a vida profissional recém-diplomados, mediante um programa de formação e treino de competências on-the-job.

Categories: AGENDA, Nacional