Nacional

Estudo APIFARMA | Os medicamentos inovadores acrescentam valor a Portugal

O estudo da APIFARMA “O Valor do Medicamento em Portugal”, desenvolvido em colaboração com a consultora McKinsey & Company, conclui que os medicamentos inovadores acrescentam valor significativo a Portugal e trazem benefícios superiores à despesa total em fármacos.

O valor dos anos de vida saudável ganhos nas oitos doenças consideradas no estudo representa entre 5 a 7 mil milhões de euros/ ano, acima do gasto total em medicamentos, situado nos 3,8 mil milhões de euros.

Para avaliar os impactos humanos e sociais, foram selecionadas oito áreas terapêuticas: Cancro do Pulmão de células não pequenas, Cancro Colo-Rectal, Esquizofrenia, Infecção pelo VIH/SIDA, Insuficiência Cardíaca, Diabetes, Artrite Reumatóide e Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica.

O estudo conclui que, desde 1990, em Portugal, os medicamentos inovadores foram responsáveis pelo acréscimo de 2 milhões de anos de vida saudável (DALY), dos quais 180 mil apenas no ano de 2016. Evitaram-se mais de 110 mil mortes e a esperança de vida foi prolongada até 10 anos.

No plano social, os medicamentos inovadores permitiram que os doentes continuassem a ser produtivos, gerando cerca de 280 milhões de euros/ ano em rendimento adicional para as famílias nas oitos doenças estudadas, o que representa cerca de 1.000 euros/ mês por família afectada.

Adicionalmente, os medicamentos inovadores permitiram reduzir hospitalizações e outros custos directos com saúde em cerca de 560 milhões de euros/ ano.

O estudo constitui uma inovação em Portugal. Pela primeira vez foram coligidos e analisados dados referentes à realidade nacional, com o objectivo de apresentar uma perspectiva holística sobre o valor dos medicamentos em Portugal, observando três dimensões: valor humano, valor social e valor económico.

O estudo foi apresentado no âmbito do Congresso “Compromisso com as Pessoas. Mais e Melhor Vida”, no Centro de Congressos de Lisboa (Junqueira).

Jorge Sampaio, Presidente da República de 1996 a 2016, Francisco Ramos, Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Miguel Guimarães, Bastonário da Ordem dos Médicos, Ana Rita Cavaco, Bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Alexandre Quintanilha, Deputado e Presidente da Comissão Parlamentar de Educação e Ciência, são algumas das personalidades que marcaram presença no programa do Congresso “Compromisso com as Pessoas. Mais e Melhor Vida”.

Consulte em anexo o Estudo_Valor_Medicamento_Portugal

Categories: Nacional, Saúde