Algarve

Dádiva de Sangue promovida pela Associação dos Nepaleses Residentes no Algarve com o apoio do projeto Loulé Sem Fronteiras

O Projeto Loulé Sem Fronteiras, no âmbito da sua ação de integração de imigrantes nacionais de países terceiros, apoiou a dinamização de mais uma iniciativa promovida pela Associação NRNACC – Algarve (Associação de Nepaleses Residentes no Algarve).

Desta vez, cerca de 25 adultos nepaleses participaram de forma ativa  numa ação de cidadania para a saúde – Dádiva de Sangue, no Serviço de Imuno-Hemoterapia do Centro Hospitalar Universitário do Algarve.

Eram 08h30 da manhã e já começavam a reunir-se  na entrada das instalações hospitalares imigrantes nepaleses residentes em Quarteira / Vilamoura, Albufeira e Monte Gordo.

Esta ação conjunta contou com uma representação bem evidente de imigrantes nepaleses residentes no distrito algarvio. Caso mesmo para dizer: “Exercício da cidadania ativa e participativa sem fronteiras!”.

O objetivo desta ação cívica prendeu-se com o espírito de “ajuda ao outro”. As dádivas colhidas contribuíram significativamente para reforçar o banco de sangue desta unidade de saúde e proporcionar melhorias aos beneficiários doentes deste serviço.

Salientar também que toda a ação contou, desde o primeiro momento, com o envolvimento e organização das alunas estagiárias Ana Rita Mendes Marcelo e Susana Isabel da Conceição Guerreiro, do Curso Licenciatura de Educação Social, da Escola Superior de Educação e Comunicação da Universidade do Algarve, no âmbito da unidade curricular Práticas III, desenvolvida semanalmente no Projeto Loulé Sem Fronteiras – Fundação António Aleixo, em Quarteira.

Obrigado a todos os imigrantes envolvidos.

Um obrigado especial a toda a equipa do Serviço de Imuno-Hemoterapia do Centro Hospitalar Universitário do Algarve. Incansáveis! Dedicados! Profissionais!

Juntos por uma Causa Nobre! Apoiar o Próximo!

Texto: Nelson Horta, coordenador do projeto Loulé Sem Fronteiras

Fotos: Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

Categories: Algarve, Loulé, Quarteira, Saúde

1 reply »