Quarteira

QUARTEIRA | Boa afluência na abertura das inscrições na Academia do Saber

As inscrições para o ano letivo 2019/2020 da Academia do Saber (AdS) de Quarteira tiveram o seu início na manhã de hoje, no auditório do Centro Autárquico de Quarteira, tendo comparecido, logo neste primeiro dia, mais de uma centena de pessoas. As inscrições decorrem até 13 de setembro, o início das aulas do novo ano letivo está marcado para dia 14 de outubro e as matrículas podem ser feitas na Junta de Freguesia de Quarteira ou no site da autarquia.

A AdS é um projeto de intervenção comunitária da Junta de Freguesia de Quarteira, com o apoio da Câmara Municipal de Loulé, que visa proporcionar aos cidadãos da freguesia, oportunidades para novas aprendizagens, partilha de conhecimentos, experiências, motivações e afetos.

A oferta formativa é constituída por 39 aulas, workshops, palestras, visitas culturais, entre outros, que continuam a garantir o sucesso incontestável desta iniciativa. As novidades este ano são os módulos de Poesia para Todos, Inglês Conversação Nível I e II, Cultura e Identidade Portuguesas, Línguas e Cultura, Projetos Criativos, Trabalhos com Retalhos, Pintura a Óleo, Francês, Património da Alimentação e Arranjos de Costura.

Telmo Pinto, presidente da Junta de Freguesia de Quarteira, que marcou presença na abertura das inscrições, refere que este é “um projeto criado para as pessoas, que conta com o voluntariado dos seus professores, tendo a integração e o combate ao sedentarismo, como principais objetivos”.

Embora dê prioridade a pessoas com idades a partir dos 50 anos, o espaço está aberto a todos os cidadãos. As inscrições são sujeitas as vagas existentes e gratuitas, sendo apenas exigido o pagamento de um seguro anual por aluno, no valor de dez euros.

Para uns é um sonho tornado realidade, para outros é a continuação de um estilo de vida ativo e saudável. Inaugurada em janeiro de 2016, a AdS registava um total de 90 inscrições no programa de atividades, divididas em 10 módulos. Hoje, quatro anos depois, conta com 32 monitores e prevê receber mais de 400 alunos.

Iniciativas como esta são contributos inestimáveis para um estilo de vida ativo e saudável da população. Esta é uma preocupação permanente da Junta de Freguesia de Quarteira pois considera ser uma questão prioritária em todas as sociedades.

As inscrições realizam-se, presencialmente, na Junta de Freguesia de Quarteira, nos dias úteis das 9h00 às 16h30. Este ano, a novidade nas inscrições passa por dar oportunidade aos interessados em submeterem a candidatura sem saírem de casa. Para isso, basta que preencham o formulário online disponível em http://www.jf-quarteira.pt/paginas/academia-do-saber, e o enviem para o e-mail academia@jf-quarteira.pt. As inscrições online são inseridas ao final de cada dia, pois é dada prioridade às inscrições realizadas presencialmente.

Para mais informações deve contactar-se o 289 315 235 / 919 993 104 ou academia@jf-quarteira.pt.

Durante o período matinal de inscrições, o PlanetAlgarve teve a oportunidade de entrevistar alguns alunos e professores, que nos deram o seu testemunho.

Gracinda Bernardo

Gracinda Bernardo: “Estou na Academia desde que começou, há 4 anos. Continuo porque gosto, adoro o convívio, o desporto, tudo. Depois, aprende-se sempre alguma coisa. Estamos sempre a aprender. Foi um projeto muito bom que a junta criou na nossa freguesia, até porque faz com que os mais idosos saiam de casa e andem mais um pouco porque as pernas estão bem necessitadas. Os módulos são muito diferenciados e gosto de todos, sobretudo de Música, Karaté, Costura e Artes Tradicionais”.

Gabriela Pereira Dinis

Gabriela Pereira Dinis: “Estou na Academia desde o início para não ficar sozinha em casa, para conviver e para aprender mais qualquer coisa. Tenho feito muitos amigos, sobretudo italianos. Os meus módulos preferidos são Yoga, Além do Movimento, Desenvolvimento Pessoal e Artes Decorativas. Também quero aprender a mexer um pouco melhor nestes telemóveis modernos porque não percebo nada. No fundo, o saldo é muito positivo porque vamos vivendo e aprendendo”.

Maria Antonieta

Maria Antonieta: “Voltei a inscrever-me porque nós aprendemos muitas coisas novas e fazem-se muitas e boas amizades. Fiz montes de amigos italianos. Os meus módulos preferidos são Saúde e Bem Estar, Desenvolvimento Pessoal e Técnicas de Medicina Transpessoal. Aconselho a toda a gente inscrever-se porque vale realmente a pena”.

Nicola Puro e Roseta

Nicola Puro e Roseta (Itália): “Este é o segundo ano em que nos inscrevemos na Academia porque nos dá prazer. Temos feito muitos amigos e aprendido muito. Optámos pelos módulos de Português para Italianos, Inglês Conversação, Medicina Transpessoal, História Local e Karaté. Estamos muito satisfeitos e é para continuar”.

Francisco Moi e esposa

Francisco Moi e esposa: “Estamos a inscrever-nos em mais um ano na Academia mais pelo convívio, pelo passatempo e porque se fazem mais amigos. Este ano inscrevemo-nos nos módulos de Inglês e Karaté. O ano passado também frequentámos as aulas de Além do Movimento – Ritmo, Dança e Meditação e também gostámos muito.

Prof.ª Isabel Pires

Prof.ª Isabel Pires: “Estou a dar aulas de Desenvolvimento Pessoal na Academia desde o início porque acredito que as pessoas precisam desenvolver e trabalhar um pouco as suas emoções. Independentemente da sua classe etária e social, podem sempre melhorar. É isso que eu procuro passar nas minhas aulas, que melhorem o seu interior para que o seu exterior seja cada vez melhor. Decidi dar aulas na Academia do Saber porque é o centro onde todas as pessoas se reúnem. Há muitas pessoas a virem para Quarteira, procuram auxílio e aqui têm acolhimento. Portanto, entendo que este é um projeto muito bem vindo e acho que se deve estender para as demais freguesias do concelho”.

Prof. Bianco Primo Scaravaggi e Prof.ª Salila Rade

Prof. Bianco Primo Scaravaggi e Prof.ª Salila Rade (alunos e professores de Além do Movimento – Ritmo, Dança e Meditação): “Este é o nosso terceiro ano como alunos e o segundo como professores. Decidimos aderir à Academia porque gostamos muito, tanto de fazer de alunos como de professores. São coisas muito diferentes mas complementam-se. O primeiro ano como alunos foi muito importante porque, para além de outros, fizemos o módulo de História Local, o que nos permitiu aprender a história de Quarteira e também deu para aprender mais a língua portuguesa. Uma experiência muito enriquecedora que deve continuar”.

Categories: Quarteira