S. Brás de Alportel

São Brás de Alportel recebeu visita de peritos da União Europeia num périplo de reconhecimento de boas práticas em pós-incêndios

O Município de São Brás de Alportel recebeu esta terça-feira, 24 de setembro, uma comitiva de peritos da União Europeia na área da Proteção Civil, que veio conhecer o trabalho realizado no concelho ao nível da recuperação, após o incêndio de julho de 2012.

A comitiva de peritos, provindos de diversos países, acompanhada pelo Comandante Operacional Distrital de Faro, Vítor Vaz Pinto e elementos da sua equipa foram recebidos no Salão Nobre da Câmara Municipal, pelo Presidente da Câmara Municipal, acompanhado pelos vereadores a tempo inteiro, para uma primeira reunião de trabalho, onde os peritos tomaram conhecimento do projeto “Lara” desenvolvido no concelho após o incêndio de 2012, para revitalização do território.

Após a reunião seguiu-se uma visita ao terreno, que permitiu aos peritos visualizar uma das habitações destruídas pelo incêndio, alvo de posterior recuperação no âmbito deste projeto de revitalização.

Os peritos tiveram ainda a oportunidade, numa deslocação à área serrana do concelho, de conhecer o trabalho de prevenção que está a ser desenvolvido no território de São Brás de Alportel, numa paragem no Miradouro do Alto da Ameixeira que lhes permitiu observar a faixa de gestão de combustível de 125m de largura que foi executada recentemente ao longo de toda a principal via que atravessa a área florestal do concelho.

O “Projeto Lara”, teve como objetivo a “criação de um futuro melhor para todos”, explicou o Presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, Vitor Guerreiro, observando que o município quis ir mais longe na recuperação, não apenas do território mas sobretudo das pessoas que foram vítimas desta tragédia, através da criação de uma dinâmica social e cultural para as áreas afetadas que permanece até hoje.

“Envolvemo-nos a 100%”, afirmou a Vice-Presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, Marlene Guerreiro, descrevendo como a recuperação do incêndio de 2012 foi uma missão vivida intensamente por todos e por toda a comunidade, com o empenho de técnicos municipais das mais diversas  áreas. A vereadora explicou à comitiva que, na altura, o Governo percebeu a dimensão da tragédia e adaptou os Contratos Locais de Desenvolvimento Social que possibilitaram a criação de uma parceria, coordenada com o CCD (Centro de Cultura e Desporto dos Trabalhadores da Câmara Municipal e Junta de Freguesia de São Brás de Alportel), uma IPSS local, colocando no terreno uma equipa multidisciplinar que desenvolveu um excelente trabalho. O apoio psicossocial, a intervenção social e comunitária, assim como o incentivo ao empreendedorismo foram os principais eixos do projeto.

Um trabalho de recuperação de património habitacional, mas acima de tudo de recuperação da comunidade das áreas afetadas, áreas caracterizadas pelo envelhecimento populacional, onde é necessário juntar todos os esforços para salvar o futuro.

Uma problemática que Vitor Guerreiro considera importante que seja refletida em termos do futuro da Serra do Caldeirão, do Algarve e de Portugal.

Durante a visita ao terreno, a comitiva teve oportunidade de conhecer habitações reconstruídas, conhecer pessoas que passaram pelo processo de recuperação, o trabalho realizado junto da comunidade com projetos de intervenção e animação assim como o trabalho que o Município tem vindo a desenvolver na área da Defesa da Floresta Contra Incêndios (DFCI), concretamente na realização de faixas de gestão de combustível da rede primária, bem como na limpeza em redor de aglomerados rurais, para a prevenção de incêndios.

A comitiva, composta por vários peritos da União Europeia esteve no Algarve durante os dias 23 e 24 de setembro com o objetivo de analisar a estrutura, a organização e os mecanismos existentes nas componentes de prevenção e preparação no âmbito dos riscos sísmico, tsunami, e incêndios rurais. Esta visita insere-se no âmbito do programa de revisão por pares “Peer review”, promovido pela Comissão Europeia, sendo no final da visita elaborado um relatório que identifica as boas práticas e as oportunidades de melhoria a implementar por Portugal.

A esta visita juntaram-se representantes da Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais (AGIF), do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF), da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de São Brás de Alportel, da Associação de Produtores da Serra do Caldeirão, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) e técnicos do Gabinete Municipal de Proteção Civil de São Brás de Alportel.

Categories: S. Brás de Alportel