AGENDA

Silves recebe a Orquestra de Jazz do Algarve

“Silves recebe a Orquestra de Jazz do Algarve” é o nome do programa que decorrerá durante o mês de dezembro, e o destaque principal será a exposição fotográfica “Jazz on the Move”, que estará patente ao público até dia 6 de janeiro de 2020. Esta iniciativa é promovida pela Câmara Municipal de Silves (CMS) e pela Orquestra de Jazz do Algarve com o apoio do Ministério da Cultura – Direcção-Geral das Artes. A entrada é gratuita.

A inauguração da exposição fotográfica “Jazz on the Move”, terá lugar no dia 3 de dezembro, pelas 18h00, no Teatro Mascarenhas Gregório, onde decorrerá o Concerto de Jazz do Duo Hugo Alves e Diogo Russo.

No dia 7 de dezembro, pelas 17h00, Ella e Duke – Orquestra de Jazz do Algarve invites Sara Miguel, Narcí Gonzalez, Vasco Agostinho, atuarão na Tenda da Alegria do Natal, Praça Al-Mutamid.

+ Sobre Exposição “Jazz on the Move” e concerto

Esta exposição retrospectiva apresenta uma seleção de fotografias de espetáculos e de instantes da vida da Orquestra de Jazz Algarve, registados durante o ano de 2018.

A Orquestra de Jazz do Algarve nasceu da edição do Lagos Jazz 2004, tendo sido constituída formalmente em 2005 com a designação de Associação Músicas no Sul, e atualmente com a denominação de OJA – Associação Orquestra de Jazz do Algarve, que a tutela. O projeto é uma ideia de Hugo Alves e conta com o Apoio Directo da DGArtes, desde 2009/2010. É um projeto de âmbito nacional, tendo por pilar central a OJA, uma Big Band de 18 músicos. Até hoje, a OJA realizou centenas de concertos, destacando-se alguns convites como o da Assembleia da República (2008), para atuar na Sala do Senado, ou outros que a levaram ao Teatro São Luiz, Praça do Rossio em Lisboa, ou ao Festival Internacional de Jazz de Loulé.

Após ter passado por vários municípios algarvios, a exposição Jazz on the Move chega a Silves, trazendo consigo dois concertos a não perder: um concerto intimista com dois músicos da OJA; e um espetáculo com a orquestra completa e convidados especiais.

» Músicos

Hugo Alves, iniciou os estudos musicais aos 7 anos, e a sua estreia “profissional” aos 12, como trompetista, integrando-se em 6tet, 8tet e Mini Big Band. Até 1991, o seu percurso foi marcado pela passagem em várias bandas, formações e acompanhou nomes nacionais e internacionais. Em paralelo com os estudos académicos, segue os estudos sobre Harmonia, Composição e Jazz. Inicia-se na “Big Band Estaleiro da Música”, a “Big Band Jazz na Filarmónica”, em Faro. Estuda em vários workshops, para a sua auto-formação. Continua na Oficina de Jazz do Algarve (1996), um workshop de 12 meses intensivos e cursos ministrados por músicos de Jazz, como J Nugent, D Weiss, D Thompson, R Brecker, F Tiberi, S Wendholt, e outros de nome internacional. Passa pela “Big Band Almada Cool” um projecto saído da Escola Profissional de Almada. Em 1998, participa em formações nacionais e internacionais, especialmente nas Orquestras de Jazz. É convidado, em 2001, por P Guedes e C Azevedo a integrar na Orquestra Jazz de Matosinhos, a Orquestra de Jorge Costa Pinto e a Big Band do Hot Club Portugal. Desde finais de 90, é frequentemente convidado para ministrar workshops, e integrar corpos docentes de workshops e escolas como a Escola Jazz do Barreiro, a ESMAE, a ESML ou a JOBRA. Em paralelo, dedica-se à Produção de Eventos na área do Jazz, como o Festival Lagos Jazz (9 edições), o OJA Jazz Fest (2 edições). Co-produz outros Festivais (BadeJazz, Orsara Musica, o Festival Jazz de Albufeira). Funda a Orquestra de Jazz do Algarve (ex-Lagos), em 2004, um projeto multidisciplinar em Artes de Palco, Serviço Educativo e Produção, detendo “Declaração de Elevado Interesse Cultural”. É uma Orquestra criada na senda da formação de públicos, e numa linha de “working band”, com cerca de 1 centena de temas, em vários repertórios (Basie, Ellington, Latin-Jazz, Fusão, Mintzer, T Jones). Hugo Alves conta com 4 CD’s editados, destacados e premiados pela imprensa especializada, e a OJA sob sua direção com 2 edições.

Diogo Russo, nasceu em 1983, inicia o seu estudo musical no Conservatório de Música de Santarém, e aos 18 anos, termina o 5º grau de Piano, 6º grau de Música de Câmara/Coro e 6º grau de Formação Musical, 4º grau de Viola Dedilhada. Em 2005, termina a Licenciatura em Produção e Tecnologias da Música, na Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo (ESMAE), e no ano seguinte começa a dar aulas em Escola do 1º Ciclo de Ensino de Expressão Musical e mais tarde como Professor do ensino Profissional, leccionando a disciplina Física do Som, orientador da disciplina Formação em Contexto de Trabalho, ensino de Piano, Música de Câmara e Prática de Acompanhamento nos Cursos Profissionais de Cordas e Teclas e Instrumentista Jazz, na Escola da Bemposta, Portimão. Em 2011, frequenta o Atelier de Jazz e Música Moderna do Algarve (EJMMA), durante três anos. Participa em várias Workshops, entre as quais OJA JAZZ FEST.

+ Sobre Ella e Duke

13 prémios Grammy e mais de 40 milhões de álbuns fazem de Ella Fitzgerald uma forte concorrente ao título “Melhor Cantora de Jazz de Sempre”!

Ella Fitzgerald vem de uma família difícil e viveu tempos difíceis! Foi criada por um padrasto português: Joe, um homem desempregado, a meio da Grande Depressão mas tornou-se parte da História do Jazz e ajudou, largamente, a escrevê-la numa carreira que atravessa, desde os anos 30 aos anos 90 do século XX. Dona de uma voz e musicalidade únicas integrou, durante a sua longa carreira, todas as Grandes Orquestras, sejam elas a de Chick Webb, Count Basie ou Duke Ellington.

Estes são os momentos que vamos viver neste concerto com maior destaque para a estreita colaboração entre Ella Fitzgerald e Duke Ellington. À Orquestra de Jazz do Algarve junta-se a voz de Sara Miguel, um dos novos valores nacionais no jazz, e ainda dois consagrados músicos Espanhóis Narcí Gonzalez em Saxofone tenor e Vasco Agostinho em Guitarra.

Categories: AGENDA, Silves