Consumidor

“Como verificar a qualidade da água da torneira?”

Delegação Regional do Algarve

CONSULTÓRIO DO CONSUMIDOR / DECO

A DECO INFORMA…

A qualidade da água para consumo humano é plena em todo o território continental, sendo a sua segurança avaliada em 99%, um valor considerado de excelência pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR).

Por isso, o recente estudo espanhol que associou o consumo de água da torneira ao cancro da bexiga deve ser lido sem alarmismos. O estudo divulgado pelo Instituto de Saúde Pública de Barcelona, que analisou a presença de trihalometanos na água da torneira de 26 países da União Europeia, tendo como base as análises realizadas entre 2015 e 2018, e que considerou que em mais de 6500 casos anuais de cancro na bexiga, 5% poderiam atribuir-se à presença daqueles químicos na água potável requer, pois, uma leitura cautelosa.

Podemos dizer que é caso para não nos preocuparmos mais do que habitualmente. Os números de 2018, divulgados anualmente pela ERSAR são inequívocos: como dissemos, o indicador de água segura atinge os 99%; aliás, essa percentagem tem vindo a crescer de forma contínua, de 50%, em 1993, para os números atuais.

De acordo com a mesma entidade, a nível nacional, em 3691 análises realizadas em amostras de água captadas nas torneiras de casa de consumidores, apenas 22 apresentavam valores de trihalometanos acima de 80 microgramas por litro de água, o máximo admissível por Lei a cumprir nos pontos de entrega e aplicável às entidades gestoras em alta responsáveis pelo tratamento da água.

O incumprimento perfaz 0,6%, uma percentagem muitíssimo pequena, que não chega a ser suficiente para concluir que a água das casas portuguesas não é globalmente segura.

A DECO reforça que a água da rede pública é de boa qualidade, tal como as análises oficiais divulgadas anualmente o confirmam. Para verificar, de forma fácil, e ao detalhe, como está a qualidade da água na sua área de residência, basta aceder ao site dos serviços municipalizados do seu concelho e conferir.

Categories: Consumidor