Empresas

IKEA Portugal já apoiou 30 entidades no combate à pandemia covid-19

Grupo Ingka disponibilizou 26 milhões de euros para projetos solidários

A cumprir a visão de criar um melhor dia a dia para a maioria das pessoas, a IKEA Portugal, em resposta à pandemia do Coronavírus, já apoiou 30 entidades nacionais através da doação de cerca de 6 mil artigos, num valor total de aproximadamente 90 mil euros. Este apoio tem vindo a ser focado no conforto e organização das zonas de descanso do pessoal médico e no apoio aos grupos de risco, que foram mais impactados por esta pandemia.

Hospitais, centros de acolhimento temporário e hospitais de campanha* têm sido as principais instituições que a IKEA Portugal tem vindo a apoiar, através da doação de diferentes artigos para equipar e melhorar áreas de descanso dos profissionais de saúde e organizar materiais médicos e de proteção. Nesta primeira fase de apoio de emergência, a IKEA Portugal investiu cerca de 90 mil euros e prepara-se agora para iniciar a segunda do projeto no âmbito dos 26 milhões de euros disponibilizados globalmente pelo Grupo Ingka para este efeito.

Focada em ajudar a criar um futuro mais promissor para as crianças cuja situação vulnerável terá sido agravada pela pandemia do coronavírus, a IKEA Portugal está agora a desenvolver um projeto alargado, de apoio ao desenvolvimento infantil, promovendo, por um lado mais e melhor brincadeira para os mais novos, e melhores condições de estudo e aprendizagem para os mais velhos.

No início desta crise que estamos a viver, sentimos a necessidade de criar uma estratégia que compreendesse dois tipos de resposta: uma mais imediata focada em entidades de saúde e resposta de emergência e outra focada em desafios emergentes desta pandemia para a sociedade, sempre tendo por base os seus produtos e soluções de mobiliário e decoração. A IKEA está comprometida em ter um impacto positivo nas pessoas e no planeta – é por isso que, em simultâneo à primeira resposta às necessidades imediatas na nossa comunidade, estamos a desenvolver uma estratégia para um impacto mais prolongado. Queremos ser um agente da mudança positiva local e, nesta próxima fase, apoiar as famílias em situações mais vulneráveis, de forma a que tenham um melhor dia a dia, mesmo em isolamento”, revela Ana Barbosa, responsável de Sustentabilidade da IKEA Portugal.

Consulte a declaração integral da responsável de Sustentabilidade da IKEA Portugal, Ana Barbosa, aqui.

No estado de emergência em que Portugal se encontra, crianças de famílias vulneráveis, que enfrentam dificuldades financeiras, perderam o apoio das atividades escolares e extracurriculares e, com isso, a possibilidade de brincarem e de darem asas à sua criatividade.

 Uma vez que brincar é aprender para a vida, permitindo um desenvolvimento saudável, a IKEA Portugal quer levar o brincar para essas crianças, com a ambição depermitir mais conexão social, minimizando as desigualdades que esta situação está a acentuar: no acesso à aprendizagem, ao crescimento saudável e, em última análise no acesso a um futuro melhor por parte destas crianças.

Consulte toda a informação sobre a contribuição da IKEA para o combate desta pandemia, aqui.

*Entidades apoiadas até agora:

Hospital Beatriz Ângelo, Hospital de Faro, Hospital de Cascais, Hospital Curry Cabral, Hospital D. Estefânia, Hospital São José, Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia, Hospital Pedro Hispano, Hospital São João, Centro Hospitalar de Braga, Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca, Hospital de Santa Maria, Centro Hospitalar do Porto, Centro Hospitalar do Algarve). Centros de Acolhimento Temporário para isolamento de doentes ou idosos (Valongo, Paços de Ferreira, Vila Franca de Xira, Paredes, Barreiro e Lisboa). Hospital de Campanha do Porto. Santa Casa da Misericórdia de Boliqueime e Arrimo – Organização Cooperativa para o Desenvolvimento Social e Comunitário, CRL (Porto). Associação A Casa. Médicos do Mundo.

Categories: Empresas, Nacional, Saúde