Nacional

Militar da Marinha colabora na criação de dispositivo que protege profissionais de saúde

O primeiro-sargento Márcio Fernandes Pereira desenhou e produziu, com recurso à sua impressora 3D, um clamp para oclusão do tubo orotraqueal (tubo utilizado em pacientes com necessidade de ventilação assistida). Este dispositivo fecha totalmente o tubo evitando que o ar expirado pelos doentes possa contaminar os profissionais de saúde.

O desafio para criar o dispositivo surgiu através do enfermeiro Mário Gomes que contactou o militar da Marinha. A partir daí foram inúmeras horas ao computador para desenhar a peça em 3D, sobre a qual Fernandes Pereira fez já um pedido de registo do design.

Após vários testes e aperfeiçoamento do desenho inicial, à 13ª tentativa e num espaço de 48 horas, ambos chegaram a uma versão utilizável e funcional. Esta versão foi então dada a conhecer à comunidade maker com o intuito de pedir a ajuda de todos (a qual está a ser fundamental) para fazer chegar este produto onde dele necessitem. Após este “anúncio”, a versão final do clamp sofreu uma pequena alteração baseada no feedback dado por quem o estava a utilizar.

Esta última é a versão que está a ser distribuída em dezenas de unidades hospitalares nacionais, por toda a rede de makers que, entretanto, se juntou a esta causa.

Influenciado pelo seu Pai, desde muito novo que o sargento Fernandes Pereira revelou interesse por aprender e desenvolver conhecimentos em inúmeras áreas como: carpintaria, pintura, eletricidade.

Hoje, pertence à Banda da Armada e a sua curiosidade em descobrir como funcionam as coisas, levou-o a explorar ainda mais os mecanismos dos instrumentos e a desenvolver a atividade de técnico reparador de instrumentos de sopro. Esta atividade levou-o ao interesse pela impressão 3D, com o intuito de produzir algumas ferramentas, de forma simples e com baixo custo.

​Márcio Pereira é natural de Lanhelas, concelho de Caminha, e ingressou na Marinha em 1999 na classe de Músico.

Categories: Nacional, Saúde