Loulé

ALMANCIL | Moradores da Praia do Ancão denunciam crime ambiental

Testemunhámos esta  triste realidade: estivemos confinados por cerca de 2 meses e alguns moradores falavam de corte de árvores por causa do estacionamento na Praia do Ancão (Almancil, Loulé) e a população foi induzida erroneamente que este era o motivo desta barbaridade. Acontece que a encosta com vista mar (orla marítima) não terá estacionamentos!… e está nesta semana: primeira de maio, a ser vítima da “oportunidade” desta triste situação!

Quando esta semana fomos ao local, ficámos escandalizados e com motivos… 

As provas em anexodezenas de fotografias comprovam o abate de árvores centenárias saudáveis, com vista a formar planaltos perfeitos para construir as mansões milionárias que nascem aqui mais do que os cogumelos!

Não se trata de limpeza de floresta, isto é crime

Plano de Ordenamento do PNRF deve tratar  de uma zona de PP, Proteção Parcial e pode configurar a irregularidade face ao RCM 78/2009 e também da Lei nº 49/2005 de 24 fev.  O que está a aqui a consumar-se não é uma limpeza de árvores, se a mesma foi autorizada (vamos pedir para consultar o processo!), o que está aqui é um corte de árvores saudáveis centenárias!

A Ria Formosa tem início neste local e a quantidade de animais que estão a procriar nesta altura do ano é assombrosa… não imaginam o que é ver os animais a não se quererem afastar dos ninhos, mesmo com poderosas máquinas a fazes-lhes frente!

Ontem mesmo também já esteve no local uma equipa de jornalistas para recolher algumas provas e falar com moradores. Todos estamos indignados, bem como amigos da natureza que não moram aqui!

Fazemos votos para que parem imediatamente esta situação e que, não podendo ser remediada, obviamente, mas pelo menos o dono do terreno seja obrigado a reflorestar!

Cremos que seria importante uma visita oficial ao terreno, antes que as provas sejam ocultadas, para não haver qualquer tipo de questões sobre as mesmas, pois os troncos na sua maioria já foram retirados do local mas ainda temos algumas fotografias que o comprovam.

Também temos o GOOGLE maps com fotografias que o podem confirmar! Onde agora está deserto/descampados/planaltos com vista mar (onde antes nunca se via o mar, pela vasta e densa floresta). Enfim, onde antes havia árvores centenárias!

Há centenas de árvores centenárias cortadas! E isto é visível pelos troncos cortados junto ao solo. Há zonas onde não se caminha 2 ou 3 metros sem aparecer uma “cepa” (resto da raiz), que provam o crime ecológico que se está a praticar no Ancão!

As poderosas máquinas que continuam a escavar o solo poderão rapidamente fazer desaparecer as “cepas” (provas) e agravam a condição penosa das raízes das pobres árvores que remanescem.

Acresce dizer que, com o tempo agreste típico de costa marítima, a própria erosão agravada pelos descampados  em que colocaram o solo. Esta encosta ficará devastada! Nem sequer temos coragem de escrever o verbo no presente: Já está devastada!

Por favor, ajudem-nos!

NOTA 1: Já foi enviada comunicação ao Director Regional de Conservação da Natureza e Florestas do Algarve mas sabemos que a resposta poderá ser demorada.

NOTA 2: Entretanto, já foi dada uma resposta pela Câmara Municipal de Loulé (em anexo: a uma moradora que pediu anonimato e por isso enviamos somente a descrição), mas a resposta é vaga, ficando muito por esclarecer, Nomeadamente:
1) O que está efectivamente autorizado? Limpeza do terreno? ou mais …
2) O que está a ser implementado no terreno está de acordo com o autorizado? 

Por: Moradores do Ancão

Categories: Loulé, Ocorrências, Opinião