Portimão

PSD de Portimão: «Portimonenses esperam mais do que Exercícios Económicos vazios de Estratégia Municipal a médio e longo prazo»

Vereador do PSD, Manuel Henrique Valente, votou contra Exercício Económico do Município de 2019

Vereador do PSD na CMP, Manuel Henrique Valente

Realizou-se na passada semana a reunião de Câmara de Portimão para deliberação e votação do Exercício Económico do Município de 2019, tendo o Vereador do PSD, Manuel Henrique Valente, votado contra a proposta apresentada pelo executivo socialista.

Refere o Vereador do PSD de Portimão, que “Controlou-se a despesa e abateu-se alguma divida é certo, mas devia ter-se feito mais, nomeadamente reduzir a carga fiscal aos portimonenses e utilizar os fundos municipais em alguns investimentos reprodutivos ou em alguns equipamentos ou infra-estruturas municipais necessárias”, assumindo ainda que “continuam recursos financeiros parados, sem serem alocados a um compromisso forte e musculado de redução da divida do PAM para de uma vez por todas libertar os portimonenses da aplicação de impostos no máximo e, assim, reduzir os impostos aos mesmos. O município deve guardar sim um valor considerável em reservas de contingência a utilizar em prioridades do município, como o demonstrou a atual resposta à pandemia do COVID-19 na qual o PSD enquanto oposição responsável se tem mostrado solidário” e conclui ainda o Autarca Manuel Henrique Valente que “Arriscamo-nos a chegar a 2021 ao fim do mandato e nada de relevante estruturalmente se fez em Portimão, e estando previsto uma crise e um arrefecimento da economia tendo em conta o COVID-19, do qual é sintomático a atual revisão orçamental 2020 que reduz a coleta de IMT em 5 milhões, mais difícil vai ser a execução do orçamento atual e vindouros”.

Carlos Gouveia Martins – Presidente do PSD de Portimão

Para o Presidente da Comissão Política do PSD de Portimão, Carlos Gouveia Martins, “é certo que há dados económicos e factos financeiros que demonstram melhorias no Município face ao que o próprio PS fez em tempos anteriores, mas não é possível liderar-se sem estratégia política e, hoje, em Portimão, não há «novo» nem qualquer «rumo» sobre Habitação, Cultura, Turismo, Economia do Mar e até no Desporto parece que depois de um bom empenho e desempenho em 2019 já se deixou cair a continuidade na aposta que seria benéfica para muitos milhares de associações e praticantes portimonenses” concluindo o líder da bancada Municipal de Portimão do PSD que “O PSD de Portimão foi solidário desde a primeira hora em relação à resposta à COVID-19 e, inclusive, estamos a ultimar um documento com propostas a entregar ao Executivo socialista porque é uma batalha comum a todos.

Não fazemos política cega de ideologia nem votamos em função de logotipos. Fomos solidários e temos sido responsáveis, como responsável é não podermos viabilizar uma proposta que mantém a ausência de estratégia para saber o que será Portimão em 2020, 2021 ou até 2030 porque governar é escolher caminhos para um futuro melhor e não apenas gerir a espuma dos dias de hoje e amanhã”.

Categories: Portimão