Loulé

Comunicado Lisfina | Praia do Ancão

No seguimento de várias notícias publicadas sobre o alegado abate ilegal de árvores no pinhal da Praia do Ancão, a Lisfina, empresa proprietária do terreno, esclarece o seguinte:

  • Em nenhum momento a Lisfina foi contactada por qualquer jornalista relativamente a este tema, como é recomendável, de acordo com o código deontológico dos jornalistas;
  • A intervenção levada a efeito partiu das melhores intenções de minimizar a carga de combustível e a perigosidade de incêndio do local, além de procurar valorizar o local, do ponto de vista paisagístico. Não houve assim qualquer intenção deliberada de ferir eventuais valores e património ambiental em presença, pois que contrariaria os pressupostos da limpeza que se entendeu, numa atitude proativa e valorizadora do ambiente, empreender;
  • A Lisfina teve, desde sempre, com a sua atuação, a vontade e o desígnio de beneficiar do ponto de vista paisagístico e ambiental o local, em simultâneo com a redução da perigosidade de incêndio, afastando toda e qualquer intenção de beliscar os valores ambientais;
  • A Lisfina sempre atuou com transparência, como comprovarão os registos, quer no sentido de comunicação prévia ao início dos trabalhos, quer na total disponibilidade para receber e prestar todas as informações às equipas de fiscalização, com o objetivo de clarificar a situação, bem como partilhar os registos fotográficos que cuidadosamente efetuou antes da intervenção e durante a intervenção e que anexamos a este comunicado;
  • Algumas notícias sugerem uma relação entre os trabalhos de limpeza do pinhal e as obras de construção dos parques de estacionamento, em relação às quais a Lisfina não tem qualquer responsabilidade ou intervenção. A Lisfina está, aliás, surpreendida pela intensa decapagem do solo e impermeabilização decorrentes dessas obras, às quais é totalmente alheia;
  • Com a limpeza primária do local, a Lisfina pretendia, e agora reforça o interesse, em promover uma reflorestação do terreno e, em complemento, promover a reposição, restabelecimento e valorização ambiental e paisagística;
  • Todos os trabalhos que nos propomos desenvolver, serão prosseguidos em respeito integral pelos instrumentos de planeamento e de boas práticas e sempre em estreita articulação e parceria com as entidades tutelares, designadamente, o competente ICNF;
  • A Lisfina compreende as preocupações dos moradores, aos quais gostaria de tranquilizar e garantir que a empresa está a beneficiar um terreno que encerrava problemas de desenvolvimento sustentável e perigo de incêndio, devolvendo-lhe a beleza e dignidade que a região merece.
  • A Lisfina apresentará oportunamente os melhoramentos que preconiza para o local, integrados na dinâmica de valorização e requalificação em curso e sempre no estrito respeito dos valores da natureza, sustentabilidade e preservação dos ecossistemas.

Anexam-se as fotos do antes e do depois da intervenção.

Categories: Loulé