Loulé

LOULÉ | Nota de pesar da autarquia pelo falecimento do Coronel Bota Filipe

Coronel Bota Filipe

A Câmara Municipal de Loulé vem manifestar publicamente o mais profundo pesar pelo falecimento de Coronel Bota Filipe, ilustre cidadão louletano, natural de Vale d’Éguas, Almancil, onde nasceu a 17 de dezembro de 1930.

António Bota Filipe Viegas, do seu nome completo, fez o ensino primário em Almancil, a Escola Comercial em Faro e o Instituto Comercial em Lisboa, ingressando, depois, na Academia Militar onde foi graduado em oficial, tendo sido posteriormente colocado na Administração Militar onde exerceu funções de apoio logístico ao nível da alimentação, finanças e economia.

Em pleno período de guerra colonial, foi destacado para missões de combate, tendo completado 3 comissões de serviço, 2 em Moçambique e 1 em Timor, país onde segundo o próprio, despertou a sua enorme “criatividade brutal”.

Após se reformar do exército, dedicou-se às artes, tendo estudado pintura, desenho, gravura, cerâmica e escultura no IADE e no Ar.Co, ambos em Lisboa, durante a década de 80. Em 1991, foi bolseiro em S. Paulo (Brasil) e professor convidado no Ar.Co em 1992.

Regressou à sua terra natal em 1993 tendo construído num terreno que pertenceu à sua avó Josefa, ou simplesmente Zefa, um Centro de Arte Contemporânea com fundos integralmente seus, no mais puro altruísmo possível, perpetuando, pelas artes, o nome da sua ascendente.

No ZEFA-Centro de Arte Contemporânea, deu largas ao seu potencial criativo, tendo ainda convidado diversos artistas plásticos para se associarem ao projeto, o qual, para além de ter proporcionado a realização de diversas exposições com entrada gratuita, foi inspirador para a realização de uma curta-metragem, bem como para o desenvolvimento de uma tese de mestrado. Quis também registar de forma indelével a sua presença “terrena” noutros locais, tendo para o efeito sido o autor de um conjunto significativo de pinturas no Morgado de Salir.

De destacar, também, o seu contributo para a valorização do calçadão da cidade de Quarteira, uma vez que Bota Filipe foi o autor dos desenhos de calcetaria inscritos naquele espaço público (3.º prémio nacional de Calçada Portuguesa em 2004) e que tanta beleza lhe dão.

Foi um homem sempre atento à contemporaneidade cultural, facto que o levou a frequentar, em 2007, numa fase já tardia da sua vida, um curso de Artes e Programação Cultural no Instituto Universitário D. Afonso III em Loulé.

Desta forma, em virtude do seu falecimento ocorrido no passado dia 25, não poderia a Câmara Municipal de Loulé deixar de registar o seu percurso de vida e exemplo de cidadania, através de uma breve referência à obra cultural que nos deixou.

À sua Família e aos seus Amigos, a Autarquia endereça as mais sinceras e sentidas condolências.

Categories: Loulé