Empresas

Distribuidores farmacêuticos criam plataforma para facilitar a rastreabilidade dos medicamentos hospitalares distribuídos às farmácias

Durante a pandemia, distribuidores farmacêuticos de serviço completo têm distribuído os kits de medicamentos preparados pelos hospitais às farmácias, contribuindo para o acesso de proximidade a estas terapêuticas.

  • Mais de 10 mil kits de medicamentos hospitalares distribuídos pelos associados da ADIFA, no âmbito da “Operação Luz Verde”;
  • ADIFA disponibiliza plataforma eletrónica para hospitais obterem informação de entrega à farmácia;
  • ADIFA defende que deverá caber ao utente escolher se pretende a dispensa em farmácia comunitária ou nos hospitais;

A ADIFA – Associação de Distribuidores Farmacêuticos desenvolveu uma plataforma eletrónica para apoiar o processo logístico que tem permitido aos utentes aceder em contexto de proximidade aos medicamentos habitualmente dispensados nos hospitais. Esta ferramenta, permite aos hospitais visualizar e seguir os pedidos de entrega destes medicamentos, nos casos em que a distribuição às farmácias comunitárias é assegurada por distribuidores farmacêuticos de serviço completo associados da ADIFA.

Ao abrigo dos mais elevados padrões das boas práticas de distribuição, nos meses de abril e maio, os associados da ADIFA asseguraram a distribuição dos medicamentos, provenientes de mais de 37 hospitais, destinados a mais de dez mil pessoas que habitualmente se deslocavam aos hospitais, permitindo o seu acesso através das farmácias comunitárias.

Para Nuno Cardoso, Presidente da ADIFA, “a possibilidade de acesso à medicação hospitalar em proximidade deverá ser mantida no período pós-COVID-19, evitando que os doentes se desloquem propositadamente aos hospitais, percorrendo por vezes algumas centenas de quilómetros, melhorando o acesso, comodidade e satisfação dos doentes.” Acrescenta ainda que “deverá possibilitar-se que o utente escolha se pretende a dispensa em farmácia comunitária ou nos hospitais, colocando o utente no centro da decisão.”

A ADIFA mostra-se ainda disponível para colaborar e discutir este assunto com o Ministério da Saúde e restantes stakeholders.

Categories: Empresas, Nacional, Saúde