Internacional

Lilly inicia primeiro estudo mundial de um potencial tratamento com anticorpos para a covid-19 em seres humanos

  • Já foram administradas as primeiras doses aos primeiros doentes no âmbito do estudo de Fase 1 de LY-CoV555, o principal anticorpo resultante da colaboração da Lilly com a AbCellera
  • O estudo, controlado com placebo, irá avaliar a segurança e tolerabilidade em doentes hospitalizados com COVID-19, estando os resultados previstos para o final de junho
  • Se os resultados da Fase 1 mostrarem que o anticorpo pode ser administrado com segurança, a Lilly irá iniciar um estudo de prova de conceito de Fase 2 para avaliar a eficácia em populações vulneráveis

A Lilly (NYSE: LLY) anunciou que já foram administradas as primeiras doses do primeiro estudo a nível mundial de um potencial tratamento com anticorpos, destinado a combater a COVID-19.

O medicamento em investigação, designado por LY-CoV555, é o primeiro a emergir da colaboração entre a Lilly e a AbCellera para criar terapêuticas à base de anticorpos para a prevenção e tratamento da COVID-19. Os cientistas da Lilly desenvolveram o anticorpo em apenas três meses, depois da AbCellera e o Vaccine Research Center at the National Institute of Allergy and Infectious Diseases (NIAID) o terem identificado a partir de uma amostra de sangue de um doente americano que recuperou da COVID-19. O LY-CoV555 é o primeiro novo medicamento potencial especificamente desenhado para a atacar o SARS-CoV-2, o vírus causador da COVID-19.

O medicamento foi administrado aos primeiros doentes do estudo receberam nos principais centros dos E.U.A., incluindo o NYU Grossman School of Medicine e Cedars-Sinai em Los Angeles.

“Estamos empenhados em trabalhar em conjunto com os nossos parceiros da indústria com o objectivo de gerar evidência científica que satisfaça a necessidade urgente de tratamentos que possam mitigar a necessidade urgente de tratamentos que diminuam a gravidade da doença COVID-19,” afirmou o Dr. Mark J. Mulligan, director da Divisão de Do Doenças Infecciosas e Imunologia do Vaccine Center da NYU Langone Health. “Os tratamentos com anticorpos como o que está em estudo são promissores como medidas eficazes de combate a esta infecção mortal,” acrescentou o Mulligan, também professor da cátedra de Thomas S. Murphy, Sr. Professor do Departamento de Medicina na NYU Langone. 

“Estamos gratos por colaborarmos com colegas da AbCellera, da NIAID e de muitas instituições académicas que nos ajudaram a atingir este marco histórico na luta da humanidade contra a COVID-19 — uma doença caracterizada apenas há seis meses. É para nós um privilégio ajudar a inicial esta nova etapa de desenvolvimento farmacológico com o primeiro potencial novo medicamento especificamente desenhado para atacar o vírus. As terapêuticas com anticorpos, como o LY-CoV555, podem, ao mesmo tempo, prevenir e tratar a COVID-19 e podem ser particularmente importantes para os grupos mais afectados pela doença, como idosos e pessoas imunodeprimidas”, afirmou o Daniel Skovronsky, chief scientific officer da Lilly e presidente dos Lilly Research Laboratories.

“No final deste mês, analisaremos os resultados deste primeiro estudo em humanos e pretendemos iniciar estudos de eficácia mais amplos. Ao mesmo tempo que estamos a investigar a segurança e a eficácia, estamos também a iniciar o fabrico em larga escala desta terapêutica potencial. Se o LY-CoV555 se tornar uma parte da solução de curto prazo para a COVID-19, queremos estar prontos para fazê-lo chegar aos doentes o mais rapidamente possível, com o objectivo de ter várias centenas de milhares de doses disponíveis até o final do ano,” acrescentou o Daniel Skovronsky.  

Se os resultados de Fase 1 mostrarem que o anticorpo pode ser administrado com segurança, a Lilly espera passar para a fase seguinte de testes, estudando o LY-CoV555 em doentes não hospitalizados com COVID-19. A empresa tenciona também estudar o fármaco num contexto de prevenção, centrando-se em populações de doentes vulneráveis, que tradicionalmente não são os candidatos óptimos para vacinas.

A Lilly está a investigar múltiplas abordagens ao tratamento da COVID-19. Os medicamentos da Lilly já existentes estão agora a ser estudados para avaliar o seu potencial no tratamento das complicações da COVID-19. A Lilly está também a colaborar com duas empresas de biotecnologia com o objectivo de descobrir tratamentos inovadores à base de anticorpos para a COVID-19. 

Sobre o programa de anticorpos à SARS-CoV-2 da Lilly

O LY-CoV555 é um potente anticorpo monoclonal neutralizante IgG1 (mAb) dirigido contra a proteína spike do SARS-CoV-2. Destina-se a bloquear a ligação e entrada do vírus nas células humanas, neutralizando o vírus e, assim, prevenindo e tratamento potencialmente a COVID-19. A Lilly tenciona testar este primeiro anticorpo, bem como outros anticorpos neutralizantes contra a SARS-CoV-2 nos próximos meses. É intenção da Lilly testar não apenas terapêuticas com um único anticorpo, mas também combinações de anticorpos da Lilly (designados por vezes de cocktails de anticorpos) como potenciais terapêuticas para a COVID-19.

Sobre o ensaio de Fase 1 LY-CoV555

O estudo J2W-MC-PYAA é um ensaio de Fase 1, aleatorizado, controlado com placebo, com dupla ocultação, destinado a investigar a segurança, tolerabilidade, farmacocinética (PK) e farmacodinâmica (PD) do LYCoV555 após administração de uma única dose a participantes hospitalizados com COVID-19. 

Sobre a Lilly

A Lilly é uma empresa líder nos cuidados de saúde a nível mundial que associa os cuidados à inovação para criar medicamentos que melhorem a vida das pessoas em todo o mundo. A empresa foi fundada há mais de um século por um homem empenhado em criar medicamentos de alta qualidade, que fossem ao encontro das necessidades reais e, hoje em dia, continuamos fiéis a essa missão com o trabalho que desenvolvemos. Em todo o mundo, os colaboradores da Lilly trabalham para descobrir e proporcionar medicamentos capazes de mudar a vida de quantos deles necessitam, para melhorar o conhecimento e o tratamento das doenças e para contribuir para a comunidade através de acções de filantropia e voluntariado. Para saber mais sobre a Lilly, visite www.lilly.com e newsroom.lilly.com/social-channels.  C-LLY

Ressalva da Lilly sobre Declarações Prospectivas

Este comunicado contém afirmações prospectivas (segundo a definição do Private Securities Litigation Reform Act of 1995) sobre o LY-CoV555 como potencial tratamento para doentes com COVID-19 e reflecte os conhecimentos actuais da Lilly. No entanto, como acontece com qualquer esforço deste tipo, existem riscos e incertezas substanciais no processo de desenvolvimento e comercialização de um fármaco. Entre outras coisas, não se pode garantir que o LY-CoV555 venha a comprovar a sua eficácia como tratamento para a COVID-19. Para uma discussão mais aprofundada sobre estes e outros riscos e incertezas, que podem levar a que os resultados concretos não sejam os esperados pela Lilly, consultar as versões mais atuais do Form 10-K e Form 10-Q apresentados pela Lilly à United States Securities and Exchange Commission. A Lilly não assume qualquer dever de atualizar informações prospetivas.

Categories: Internacional, Saúde