Consumidor

Estudo | Os municípios mais caros e procurados para comprar e arrendar casa

Ranking por preços, pesquisas e contactos durante o segundo trimestre de 2020

Os preços das casas em Portugal subiram 0,5% no segundo trimestre de 2020 face ao trimestre anterior, fixando-se em 2.070 euros por metro quadrado (m2), segundo dados do índice de preços do idealista. Significa isto, então, que o mercado imobiliário continua ativo, mesmo em tempos de pandemia de Covid-19, apesar de evoluir a velocidades diferentes, quer no mercado de compra e venda quer de arrendamento. Mostramos, em baixo, quais foram os municípios mais caros e procurados para comprar e arrendar casa em Portugal entre abril e junho de 2020.

A liderar a lista dos municípios mais caros para comprar ou arrendar casa (preço unitário por m2) encontra-se a freguesia de Santo António, em Lisboa, que inclui a Avenida da Liberdade e áreas adjacentes. Cascais e Estoril são, no entanto, as zonas onde os imóveis anunciados para venda e arrendamento no idealista são mais caros, segundo dados do idealista/data. 

No caso das pesquisas de imóveis, Carcavelos e Parede são as mais procuradas, quer para comprar quer para arrendar. As zonas que recebem mais contactos são, no entanto, Queluz e Belas, no caso da compra de casas, e Lumiar, no caso do mercado de arrendamento.

Para realizar as diferentes classificações foi considerado, por um lado, o preço médio dos imóveis residenciais nas freguesias/municípios com mais de 1.000 anúncios no maior ‘marketplace’ imobiliário de Portugal, tanto para venda como para arrendamento, por metro quadrado (m2), entre abril e junho de 2020, e o preço médio total das casas anunciadas. Além disso, com os dados de pesquisas feitos pelos utilizadores do idealista e com os contactos recebidos pelos anunciantes, é possível comparar zonas com uma procura muito diversa e heterogénea. O ranking foi realizado por pontos para tornar mais a perceção mais clara para o leitor, com dados do idealista/data.

As freguesias que encabeçam o top 10 do ranking de preços médios por m2 (€/m2) encontram-se maioritariamente em Lisboa, isto no que diz respeito ao mercado residencial de venda de imóveis. Santo António (6.539 euros), Misericórdia (6.204 euros) e Avenidas Novas (5.676 euros), por esta ordem, ocupam os três lugares da tabela. 

No entanto, analisando o preço total o cenário muda de figura, sendo Cascais e Estoril a freguesia com as casas mais cara do país (1.036.805 euros). Seguem-se no ranking Almancil (894.907 euros), Avenidas Novas (857.739 euros) e Aldoar-Foz do Douro–Nevogilde (849.032). De referir que apenas quatro freguesias da capital se encontram no top 10. 

Relativamente aos preços praticados no mercado de arrendamento – preço unitário por m2 –, destaque para o facto de haver nove freguesias de Lisboa no top dez, sendo o pódio ocupado por Santo António (16,35 euros), Santa Maria Maior (15,73 euros) e Misericórdia (15,52 euros), por esta ordem. 

Cascais e Estoril é a única freguesia fora da capital que se encontra no top dez da lista relativa ao preço unitário por m2, isto apesar de ser a mais cara para arrendar casa. Tendo em conta o preço total, destaque para o facto da freguesia de Aldoar-Foz do Douro–Nevogilde surgir no segundo lugar (1.696 euros), estando à frente, por exemplo, das lisboetas Avenidas Novas, Santo António e Parque das Nações. 

E que casas à venda pesquisam os utilizadores do idealista? A lista de procura é liderada por Carcavelos e Parede, com 3,88 pontos. Algés-Linda-a-Velha-Cruz Quebrada-Dafundo (3,25), Queluz e Belas (3.04) e Charneca da Caparica e Sobreda (2,81) completam o top quatro, que demonstra que muitas pessoas estão a procurar casa nos arredores da capital. 

De referir, no entanto, que as casas que estão anunciadas no idealista que receberam mais contactos no período em causa encontra-se sobretudo em Queluz e Belas (2,93 pontos). Lumiar (2,59), Algueirão-Mem Martins (2,51) e Charneca da Caparica e Sobreda (2,42) completam o top quatro. 

Destaque para o facto de Penha de França, em Lisboa, e Amora, no Seixal, constarem no top 10 das freguesias com mais contactos.

Em relação às pesquisas de imóveis para arrendar, o interesse mantém-se em Lisboa e arredores, sendo que Carcavelos e Parede lidera a tabela de forma destacada, com 3,88 pontos. São Domingos de Benfica e Lumiar, por esta ordem, completam o pódio das freguesias mais pesquisadas.Lumiar é, de resto, o município melhor posicionado no que diz respeito a contactos estabelecidos – a proprietários com casas para arrendar anunciadas no idealista –, com 2.59 pontos. O top cinco fica completo, por esta ordem, por São Domingos de Benfica (2,52), Carcavelos e Parede (2,07), Penha de França (2,02) e Alvalade (1,75). 

Categories: Consumidor, Nacional