AGENDA

O que mudou no setor bancário por causa da pandemia | Asseco debate digitalização da banca no “novo normal”

Empresa tecnológica especialista em software bancário apresenta a sua visão sobre a forma como os bancos podem apostar na diferenciação na nova era digital, num evento online dirigido a todos os países da lusofonia.

A digitalização da banca acelerou nos últimos meses, não por uma visão estratégica ou por uma evolução natural do modelo de negócio, mas por um fator externo disruptivo – a pandemia – que impôs a necessidade de um “novo normal”. Este é o ponto de partida do webinar que a empresa tecnológica Asseco PST promove no próximo dia 23 de setembro, para debater a forma como cada banco deve continuar a apostar na sua diferenciação.

Sob o mote “Digital, o novo normal da Banca: desafios em tempo de mudança”, o evento é dirigido aos profissionais da banca nas várias geografias lusófonas onde a Asseco PST, especialista no desenvolvimento de software financeiro, está presente, de Portugal a Timor-Leste, passando por Angola, Moçambique, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe.

As consequências da pandemia da Covid-19 e as mudanças provocadas na vida quotidiana desde março condicionaram fortemente qualquer estratégia ou plano de execução também no setor financeiro. Um bom exemplo é o facto de os canais digitais estarem hoje no centro do negócio bancário – de canais complementares passaram a vias preferenciais de interação com os clientes.

Perante esta realidade, diz José Nunes, administrador da Asseco PST, “o futuro passou a ser hoje e os programas de transformação digital na banca, com uma execução prevista em anos, passaram a ter o objetivo de serem executados em meses”.

E o gestor acrescenta: “Dentro desta não opção, porque não foi uma opção, os bancos mantêm a necessidade de se diferenciarem. Na Asseco PST, acreditamos que esta diferenciação pode vir da resposta de cada entidade bancária a três questões principais: conveniência, personalização e segurança”.

Conveniência significa que, cada vez mais, é o cliente que escolhe as suas preferências – do seu “sofá”, onde quer que se encontre, pode aceder às suas contas e realizar as operações de acordo com as suas escolhas.

Personalização, por seu turno, é sinónimo de ser o cliente a querer definir a sua experiência – verdadeiramente ele quer sentir-se único numa multidão de “iguais”.

Por fim, segurança exprime a ideia de que o cliente exige confiança – é o fator invisível que o protege e lhe dá confiança no que faz.

Durante o webinar, com início marcado para as 11 horas (de Portugal Continental) a Asseco PST pretende partilhar ideias, soluções e apresentar a sua oferta em cada um daqueles três pilares. A liderar as apresentações como oradores estarão Eduardo Ferreira, Head of Digital & Channels Delivery da empresa, e Miguel Ferreira, Security Consulting e Systems Leader.

Presente em oito mercados e três continentes, a Asseco PST tem no seu portfólio de clientes mais de 60 bancos, o que faz dela uma empresa de referência nos espaços de língua portuguesa onde atua. Com mais de 30 anos de experiência e raízes na Madeira, integra desde 2015 a multinacional Asseco Group, um dos maiores fornecedores europeus de software, cotado internacionalmente nas Bolsas de Varsóvia, Nova Iorque e Tel Aviv.

Categories: AGENDA, Consumidor, Nacional