Vila do Bispo

No Avesso das Palavras na Fortaleza de Sagres | 21 de novembro

No Avesso das Palavras trata-se de uma performance multi-disciplinar onde, lado-a-lado, são colocadas as palavras retiradas dos dois volumes “No Avesso das Horas” de Sara Martins e “A Fonte das Palavras” de Tiago Marcos, envoltas em ambientes sonoros processados ao vivo por Luís Caracinha.

Para a criação do espaço e do tempo propício às palavras que de poema para poema, de autor para autor, convidam o espectador pelo lado mais denso das mesmas. Duas cadeiras, dois intérpretes, luz, som e imagem são os ingredientes

Com uma duração de 30 minutos, o espetáculo tem produção da Epopeia – Make It Happen com Ricardo Branco no som, Didier Grelha na Iluminação e Ana Neto na produção.

Sara Martins
 

Sara tem 24 anos e é natural de Monchique. Foi num período de descobertas, que o seu interesse pela leitura despoletou entre Fernando Pessoa e Cesário Verde: dois grandes mestres que a levaram a ler ainda mais. A necessidade de escrever juntou-se ao gosto pela observação e pela leitura e assim nasceram os seus primeiros poemas. Em 2015, Sara Martins trocou a serra pela cidade e mudou-se para Faro. Entre o ensino secundário e o ensino superior, decidiu tirar um tempo para si mesma e focou-se na escrita. Atualmente, Sara é licenciada em Design de Comunicação pela Escola Superior de Educação e Comunicação da Universidade do Algarve e exerce a profissão. Em 2019 edita “No Avesso das Horas”, o seu primeiro livro e participa no EDITA Punta Umbria onde se estreou como declamadora. Em “No Avesso das Palavras” é responsável pelas palavras, retiradas do seu livro “No Avesso das Horas”, e interpretação.

Tiago Marcos

Tiago da Piedade Marcos nasceu em Cuba a nove de Março de 1987. Em 2003 descobriu que as palavras podem tomar sentidos maiores do que ele, começando nesse ano, a sujar papel na esperança muitas vezes vã do eco. Surgem assim em 2003 os primeiros textos poéticos. Em 2008, mergulhado na cultura clássica e no paganismo panteísta, pelo desejo de descobrir valores mais fundamentais ao homem, funda juntamente com Luís Caracinha o Projecto Esfinge para o qual tem vindo a escrever letras desde então. Como performer tem mantido participação individual como em coletivo em eventos nacionais e internacionais de onde se destacam o EDITA (Punta Umbria), Cordas à Conversa (com João Cuña e Pedro Monteiro), Chá de leitura (Ode – Associação Artistico-Cultural), entre outros. Para além disto, tem ministrado workshops de escrita criativa no Alentejo e Algarve. Em “No Avesso das Palavras” é responsável pelas palavras retiradas do seu livro “A Fonte das Palavras” e interpretação.

Luís Caracinha

Luís Caracinha é designer e diretor legado da mitologia grega), The Mirandas, criativo e tem colocado a criatividade e a curta-metragem “A Corda” e, mais competências técnicas à disposição da recentemente, Riding a Meteor assim como fruição cultural tanto como designer como um conjunto alargado de colaborações com na qualidade de músico. Do seu portfolio outros artistas nacionais e internacionais. encontram-se trabalhos de autor como Em “No Avesso das Palavras” é responsável Esfinge (canção portuguesa inspirada no pela sonoplastia e som ao vivo.

A organização deste é realizada pela Epopeia Books, editora literária que promove edições de pequena escala, e pela Oficina, que é simultaneamente um espaço de construção e desconstrução de realidades e uma equipa especializada nas áreas do planeamento, da avaliação e da promoção da democracia participativa. E conta com o apoio de Divam, República Portuguesa e Direção Regional do Algarve.

No Avesso das Palavras vai ter Lugar na Fortaleza de Sagres, dia 21/11/2020 pelas 16horas. O espectáculo será limitado a 25 pessoas logo é obrigatório realizar reservas através de info@cultalg.pt.

Categories: Vila do Bispo