Opinião

A segurança do Bebé em casa | Redução do Risco da Síndrome de Morte Súbita do Latente

Artigo de Opinião da Enf.ª Davina Ferreira – Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

Enf.ª Davina Ferreira – Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia

A segurança do Bebé em casa – Redução do Risco da Síndrome de Morte Súbita do Latente

A Síndrome de Morte Súbita do Latente (SMSL) tal como indica, é uma morte súbita, sem explicação de um bebé durante o primeiro ano de vida. Esta situação raramente acontece durante o primeiro mês de vida, contudo 95% dos casos ocorrem nos primeiros 6 meses de vida do bebé.

A SMSL ocorre sobretudo durante o período de sono, daí também ser conhecido pela “morte no berço”, contudo, alguns hábitos e medidas simples, podem reduzir significativamente a taxa de mortalidade por SMSL.

Em que posição devo colocar o meu bebé a dormir?

Sempre de costas (decúbito dorsal).

O risco de SMSL aumenta se o bebé for colocado a dormir de bruços ou mesmo de lado. O risco de bolsarem ou de aspirarem o vómito não aumenta se o bebé estiver a dormir de costas.

Quando o seu bebé está acordado pode e deve ser colocado noutras posições, nomeadamente de bruços para fortalecer a musculatura do pescoço e costas;

Que cuidados devo ter quando coloco o meu bebé a dormir?

O bebé deve ter o seu próprio berço. O berço preferencialmente deve ser de grades, de colchão firme e adaptado ao berço (normas da U.E.).

O berço deve crescer com o bebé. Os pés do seu filho devem bater no fundo da cama, de modo que durante o sono não haja espaço para que o bebé desça para debaixo das cobertas.

Não sobreaqueça o ser bebé. O cobertor não deve passar dos ombros, a cabeça não deve ser tapada. A temperatura do quarto deve rondar os 18 a 22ºC. 

O bebé não precisa de almofada para dormir.

O berço não deve ter bonecos ou outro tipo de objetos que podem abafar o bebé.

Outros cuidados que podem diminuir o risco de SMSL:

Evite fumar durante a gravidez e mesmo depois. O risco aumenta se a progenitora fumou durante a gravidez e se continua a fumar após. Se o companheiro também fumar, este risco ainda é mais aumentado. 

Não permita que ninguém fume perto do seu filho.

O uso de chupeta pode ser um fator protetor do SMSL.

Artigo de opinião assinado pela Enf.ª Davina Ferreira, uma das profissionais das Conversas com Barriguinhas (https://www.conversascombarriguinhas.pt/) a partilhar conhecimento nas aulas online gratuitas para futuras mães.

Categories: Opinião, Saúde