Algarve

Hospital de campanha instalado no Portimão Arena pronto para receber doentes com Covid-19

Infraestrutura que está operacional desde abril passado pode receber doentes de todo o país e conta com uma centena de camas.

Perante o agravamento da situação pandémica originada pela Covid-19, foi ativado pelo Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) este domingo, 10 de janeiro, o hospital de campanha instalado desde abril passado no Portimão Arena e que se tem mantido em prontidão durante todo este período.

O Hospital de Campanha de Portimão, que a partir de hoje está pronto para receber pacientes com o coronavírus, integra desde o final do ano transato a fase 4 do plano de contingência estabelecido pelo CHUA, a qual é acionada quando o hospital de referência esgota a sua capacidade de internamento, sendo necessário recorrer a infraestruturas externas.

Apesar de se prever inicialmente que a infraestrutura hospitalar instalada no Portimão Arena apenas se mantivesse em prontidão até final do Verão passado, todo o dispositivo continuou operacional, num investimento considerável por parte do Município de Portimão, assumido como uma medida preventiva face ao possível desenvolvimento da Covid-19.

A unidade conta com 100 camas, 22 das quais articuladas, possuindo no seu conjunto três enfermarias com quartos individuais (30 camas) e oito com quartos múltiplos (64 camas), além de uma unidade de doentes críticos (seis camas). Tem ainda áreas de decisão clínica, apoio médico e reuniões setoriais, bem como espaços de apoio psicossocial e de aprovisionamento, entre outras mais-valias, não esquecendo as áreas de apoio e de gestão de esforço dos profissionais que a partir de hoje estão em permanência, 24 horas por dia, nesta estrutura de resposta e de reforço ao serviço nacional de saúde.

Este hospital de campanha está devidamente apetrechado com equipamento médico de monitorização, diagnóstico e tratamento de doentes críticos, representando um investimento de 200 mil euros por parte da Câmara de Portimão.

As suas valências não se esgotam no tratamento à Covid-19, pois também permitirá à Proteção Civil Municipal responder a outras situações de acidente grave ou catástrofe, como sismos, tsunamis, grandes incêndios ou outros cenários que causem um elevado número de vítimas.

Considerando a pressão com o aumento significativo de internamentos de doentes Covid positivos nesta última o CHUA reconheceu no passado dia 8 de janeiro a necessidade de ampliar a capacidade de atendimento e internamento pelo que solicitou a ativação do hospital de campanha do Município de Portimão, o que aconteceu em apenas 24 horas, quando poderia demorar uma semana, pelo menos, caso a estrutura tivesse sido desmontada.

Para o efeito, uma equipa técnica e logística dos Bombeiros de Portimão e da Cruz Vermelha Portuguesa acompanhou o Serviço Municipal de Proteção Civil no aprontamento da estrutura ao longo do dia de ontem, articulando com a equipa do CHUA a colocação da roupa de cama e consumíveis, bem como da limpeza da unidade.

Também os técnicos de informática e as equipas de manutenção, apoio logístico e comunicação da Câmara e da Junta de Freguesia de Portimão estiveram empenhados para garantir que esta valência possa desde já ser disponibilizada, podendo receber doentes de todo o país.

Categories: Algarve, Portimão, Saúde