Quarteira

QUARTEIRA | Requalificação do espaço público da Av. Carlos Mota Pinto avança já

O espaço público da Av. Carlos Mota Pinto, em Quarteira, vai ser requalificado. A assinatura do anto de consignação da obra teve lugar na manhã de hoje, no Centro Autárquico de Quarteira.

A obra de requalificação abrange toda a avenida, entre a Rotunda do Polvo e os semáforos à saída para Vilamoura.

A obra teve o seu início já neste dia, com um prazo de conclusão de 365 dias, implicando um investimento de 808-248,10€.

Serão criados percursos pedonais confortáveis, seguros e acessíveis, assim como faixas com 1.50 m de largura, em ambos os lados da avenida, para bicicletas.

A rede pública de iluminação também será reabilitada, através da relocalização e substituição de candeeiros por soluções mais sustentáveis (tecnologia LED).

As passadeiras serão dotadas de condições de acessibilidade, com o rebaixamento do passeio na zona de atravessamento e a implementação de piso táctil na proximidade das mesmas e junto dos abrigos das paragens de autocarro, de forma a tornar a cidade mais acessível e inclusiva. Os trabalhos passam igualmente pela criação de um corredor de vegetação ao longo da zona de intervenção, no qual serão colocadas as árvores existentes e plantados arbustos novos.

A apresentação contou com a presença do vice-presidente da Câmara Municipal de Loulé, Pedro Pimpão, do presidente da Junta de Freguesia de Quarteira, Telmo Pinto e do empreiteiro, Leonel Guerreiro Martins.

Pedro Pimpão salientou que “estou aqui em representação do Sr. Presidente da Câmara, que não pode estar presente mas, na presença de quem gere este território, o Sr. Presidente da Junta de Freguesia de Quarteira, Eng. Telmo Pinto, estamos aqui para anunciar uma intervenção neste território, muito importante do ponto de vista da requalificação urbana e do ponto de vista da mobilidade daquilo que se pretende para uma mobilidade suave, do ponto de vista das acessibilidades, do ponto de vista daquilo que consideramos serem as entradas de Quarteira, neste caso concreto, da entrada de Vilamoura até à Rotunda do Polvo. Toda esta zona faz parte daquilo que é uma estratégia municipal de requalificações e mobilidades urbanas sustentáveis por todo o concelho. Mais tarde, irá a junta de freguesia, nas suas competências, gerir e manter esse espaço, do ponto de vista da limpeza urbana e da manutenção do espaço no futuro”, deixando um “agradecimento pelo lançamento da obra extensível ao Departamento de Obras, na pessoa do Arq. Joaquim Farrajota e do Eng. Guerreiro, que muito se esforçaram para que esta obra se iniciasse. Uma obra que nós consideramos um investimento público fundamental para a melhoria das condições da cidade de Quarteira, não só para as pessoas que aqui vivem, como também para os comerciantes e empresários que aqui investem e trabalham. Desse ponto de vista, apraz-nos muito ter um empresário e empreiteiro local responsável por esta obra, o que é também um forte incentivo ao desenvolvimento económico local com este investimento público, o Sr. Leonel Guerreiro Martins, que já tem provas dadas por todo o concelho e não só e, por isso, consideramos ser, para nós, uma garantia de confiança e, com certeza, não nos irá falhar nos prazos. Aliás, até esperamos que antecipe esses prazos de conclusão. Assim agradece a população, a freguesia e o próprio município.

Em declarações exclusivas ao PlanetAlgarve, Telmo Pinto sublinhou que, “como todos sabemos, aquela é uma entrada principal de Quarteira que, de alguma forma, estava um pouco descurada, como outras zonas que estão em estado de precariedade, em termos de mobilidade, como aquela zona por cima do túnel, que faz a ligação da Escola D. Dinis com a zona urbana da cidade, bem como o passeio e a ciclovia que vem de Vilamoura e, portanto, o objetivo é requalificar toda aquela zona, criando condições nos passeios, para as pessoas, pela importância da mobilidade das pessoas e criando também aqui uma ligação daquilo que é o conceito das bicicletas e é importante que isso aconteça com todas as condições, ainda mais naquele espaço em que temos mais área e conseguimos aqui com que não se coloquem as bicicletas na estrada. No fundo, o que se pretende é requalificar toda aquela área, que é uma área nobre, como todas as outras, mas que cria aqui uma entrada na cidade, dando uma maior qualidade de vida a quem ali vive e a quem nos visita”.

O autarca de Quarteira sustentou ainda que, “o que se pretende, cada vez mais, é esbater as diferenças que existem entre Quarteira e Vilamoura. Podemos olhar para o Passeio das Dunas, em que se fez a ligação entre Quarteira e Vilamoura, com qualidade, e agora, também com a requalificação deste espaço, bem como a requalificação do espaço da Rotunda da BP, onde havia 14 outdoors naquela entrada de Quarteira, também entrada de Vilamoura, pelo que começamos a ter aqui essa ligação, que é natural que aconteça, porque estamos a falar da mesma cidade mas de dois territórios com algumas características diferentes mas que vão ficando cada vez mais diluídas e isso faz todo o sentido que aconteça pela excelente qualidade que os dois espaços têm, apesar da diferente oferta que oferecem, diferenciada e diferenciadora mas, pela qualidade que oferecem às pessoas, é para nós gratificante ver que ficamos com mais um espaço consolidado”.

Por: Jorge Matos Dias  PlanetAlgarve

Categories: Quarteira