Ocorrências

PORTIMÃO | Apreensão de 100 quilos de pepinos-do-mar no valor de três mil euros

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Portimão, no dia 14 de janeiro, apreendeu 100 quilos de pepinos-do-mar com o valor estimado de 3 000 euros em Alvor, no concelho de Portimão.

No âmbito de uma ação de fiscalização, os militares da Guarda detetaram, junto à Ria de Alvor, dois pescadores que se encontravam a transportar os pepinos-do-mar, de nome científico Holothuria edulis, para um veículo. No decorrer da ação, os militares constataram que houve um excesso de captura desta espécie, uma vez que a sua pesca lúdica não pode exceder os dois quilos, procedendo-se assim à apreensão de 100 quilos de pepinos-do-mar.

Os suspeitos foram identificados, tendo sido elaborado um auto de contraordenação. Os pepinos-do-mar, por se encontrarem vivos, foram devolvidos ao seu habitat natural.

A GNR relembra que os recursos marítimos devem ser explorados de modo a garantir, a longo prazo, a sustentabilidade ambiental, económica e social da pescaria, dentro de uma abordagem de precaução, definida com base nos dados científicos disponíveis. No caso específico dos pepinos-do-mar enquanto animais da classe equinodermos, são um elemento importante para os ecossistemas aquáticos ao reciclarem matéria em decomposição e ao limparem o fundo do mar. Em 2019, a Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Fauna e da Flora Selvagem Ameaçadas de Extinção (CITES ou Convenção de Washington) incluiu os pepinos-do-mar, pela primeira vez, no seu Apêndice II. Esta lista inclui as espécies que não estão necessariamente ameaçadas de extinção, mas que, poderão vir a estar caso o comércio não seja controlado de perto.

Categories: Ocorrências