Empresas

30% das empresas portuguesas aceleraram a digitalização para responder à pandemia

O estudo “Skills Revolution Reboot: Os Três R’s – Renovar, Requalificar, Redistribuir”, do ManpowerGroup, indica que as empresas que inovam mais criam mais emprego

A pandemia levou 30% das empresas em Portugal a acelerar os seus planos de digitalização e automação. A conclusão é do estudo “Skills Revolution Reboot: os três R’s – Renovar, Requalificar, Redistribuir”, do ManpowerGroup, que avalia o impacto da Covid-19 na transformação digital e nas competências, e que indica ainda que apenas 16% dos empregadores nacionais optaram por suspender os seus projetos de digitalização. A nível global, 38% dos empregadores optaram por acelerar a transformação digital e 17% por adiar.

Segundo o inquérito, conduzido a mais de 26.000 empregadores, em mais de 40 países, as empresas que estão a digitalizar mais estão também a contratar mais: a nível global, 86% dos empregadores, que estão a automatizar planeiam aumentar ou manter o seu número de colaboradores, um valor que desce para 11% no caso das empresas que tencionam reduzir ou suspender os seus planos de digitalização. Em Portugal, esta realidade é ainda mais acentuada, com 90% dos empregadores com planos de automatização a declarar pretender contratar mais colaboradores e apenas 3% a planear reduzir essas contratações.

Categories: Empresas, Nacional