Quarteira

QUARTEIRA | Comemoração Dia da Mulher no Lar do Centro Paroquial

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

8 DE MARÇO DE 2021

“MULHER hoje é o teu dia… Tal como MARIA, vive o AMOR e vive-o com ALEGRIA”

O Dia Internacional da Mulher, assinalado a 8 de março, surgiu durante um período da História em que vários movimentos já se faziam sentir, na luta pelos direitos das mulheres. Em que se reivindicava melhores condições de trabalho, pagamentos mais justos e exigências de igualdade.

Neste dia, muitas mulheres são agraciadas com flores e/ou chocolates. Um gesto simbólico, que deve estar associado à continuidade de dar voz a milhões de mulheres em todo o mundo que ainda não vêem os seus direitos reconhecidos, sofrem com desigualdades sociais e são vítimas dos mais hediondos crimes; e por isso este é um Dia Internacional e não Mundial, pois em muitos países do mundo a mulher ainda é vista como um ser inferior e daí a importância desde dia ainda ser assinalado.

No Lar da Sagrada Família do Centro Paroquial de Quarteira, assinalámos este dia, muitos foram os motivos de celebração:

Comemoração dos 93 anos de uma utente, festejados com alegria e muito carinho por todos os funcionários, família e restantes utentes.

A Oração e o serviço das nossas Irmãs da Congregação da Divina Providência e Sagrada Família.

A Valorização do Ser Mulher que se doa todos os dias pelo bem estar dos nossos utentes, sustentada pela vontade de cada funcionária ao serviço neste dia, em contribuir para a celebração da MULHER.

Assim, e de uma forma espontânea, improvisou-se uma tarde divertida, em que entregámos flores a cada idosa e funcionária, trazidas do jardim de uma amiga do Lar, acompanhadas de uma mensagem que aqueceu o coração: “MULHER hoje é o teu dia… tal como MARIA, vive o AMOR e vive-o com ALEGRIA”.

A equipa da cozinha deliciou-nos com um bolo e café, servido de forma tradicional, para acompanhar.

A nossa Diretora Executiva dirigiu palavras de apreço à equipa feminina da ERPI, enaltecendo a Mulher como um ser que tem a força e o amor necessários para transformar o Mundo; a tarde culminou ao som de músicas tradicionais animadas à guitarra, entoadas pela voz de utentes e funcionárias.

Esta celebração, embora tenha vivido do improviso, foi muito importante, na medida em que nos revigorou a alegria de viver, deixando bem vincado que a realidade é aquilo que nós fazemos por ser, e que o primeiro passo é querer!

Texto: Ana F. Pinheiro com Lígia P. de Carvalho

Fotografias: Lígia P. de Carvalho e Helga Teixeira

Categories: Quarteira