Albufeira

ALBUFEIRA | Município é o segundo maior investidor social do Algarve e o 4.º do país

O Município de Albufeira é o segundo maior investidor social da região e quarto a nível nacional. Na passada semana, Albufeira recebeu a visita da Ministra  do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho que inaugurou o Projeto ECOS, da Santa Casa da Misericórdia de Albufeira, o qual conta com o apoio do Município no valor de cerca de 313 mil euros. Mas o Município não se fica por aqui: apoia ainda os projetos “O nosso chão” e “SAPIE”, com cerca de 74 mil euros e 36 mil euros, respetivamente.

De acordo com os dados da iniciativa “Portugal Inovação Social” promovida pelo Governo Ccentral, o Município de Albufeira é o segundo maior investidor social do Algarve, com um investimento de 429.411€, e o quarto maior do país. Em 1.º encontra-se o Município de Vila Nova de Gaia (investimento de 1.480.118€), em 2.º, o Município do Porto (investimento de 1.007.613€), em 3.º, o Município de Loulé, e em 4.º, o de Albufeira. O Município de Albufeira é investidor social em três projetos, nomeadamente “Ecos ­- Oficina Ecológica de Cooperação Social”, “O Nosso Chão “ e “SAPIE-Algarve”.

No que concerne ao projeto “Ecos – Oficina Ecológica de Cooperação Social”, da Santa Casa da Misericórdia de Albufeira, é um conjunto integrado de respostas, que alia a capacitação pessoal e social pela arte e cultura e consciência ambiental. O projeto,  de âmbito concelhio, surge como uma solução inovadora de respostas diferenciadas ao problema identificado, nomeadamente a pobreza e a exclusão social, consistindo ao longo do projeto num processo de qualificação de indivíduos e famílias. Tem como destinatários indivíduos não empregados, com baixas condições de empregabilidade, como por exemplo, baixas competências pessoais e sociais; pessoas ou famílias com sobre-endividamento e pessoas e empresas com elevado sentido de responsabilidade social e ambiental. O montante do investimento social total é de 875.475 €, sendo que o Município de Albufeira contribui com 312.691,41€ ao longo de três anos (de setembro 2020 a agosto de 2023).

Refira-se que no passado dia 17 de maio, a Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho fez uma visita oficial à Santa Casa da Misericórdia de Albufeira, tendo inaugurado este Projeto Ecos – Oficina Ecológica de Cooperação Social, no âmbito do instrumento de financiamento Parcerias para o Impacto, da Portugal Inovação Social. Nesta visita fez-se acompanhar por Filipe Almeida, presidente da Portugal Inovação Social, e Francisco Fragoso, diretor regional do Alentejo e Algarve desta entidade, bem como diversos responsáveis regionais e municipais, nomeadamente, a vereadora da Ação Social do Município, Ana Pífaro, e o presidente da Câmara Municipal de Albufeira, José Carlos Rolo. Para o autarca ”este tipo de projetos de marca vincadamente social, são de uma importância extrema para elevarmos a situação de quem teve ou tem diversas fragilidades na vida e que através do Ecos e outros projetos que temos em marcha no concelho de Albufeira, vai permitir a dignidade de todos os cidadãos. Não encontro nada nem mais justo, nem democrático nem mais humano do que esta forma de estar na sociedade e o Município de Albufeira, naturalmente, apoia, de modo muito empenhado, estas ações que marcam uma mudança no rosto social do século XXI”.

Um outro projeto é o “O nosso chão”, da Associação Rés do Chão Cento e Dezanove, que o Município de Albufeira apoia desde 2019 e por um período de três anos, no valor total de apoio de 74.340€. Este projeto traduz-se numa ferramenta desenhada para ajudar os professores a transformar a sala de aula num jogo que motiva todos os alunos a aprender a serem cuidadores dos espaços públicos que frequentam. O projeto tem como objetivos pedagógicos aumentar o conhecimento sobre os espaços públicos que frequentam, aumentar o conhecimento acerca de mecanismos de participação cívica, capacitar para a estruturação e concretização de propostas de qualificação do espaço público, reduzir comportamentos negligentes no espaço público e aumentar as competências de mobilização de terceiros.

O “SAPIE – Algarve”, da Associação Tempos Brilhantes conta com um apoio da Autarquia no valor total de 36.000€, também para um período de três anos e cujo início foi em 2020. O projeto “SAPIE – Sistema de Alerta Precoce do Insucesso Escolar” é uma solução tecnológica Simplex focada na prevenção do risco de insucesso e abandono escolar precoce. O projeto sinaliza alunos em risco, pois identifica o risco de insucesso e abandono escolar a partir de indicadores de aproveitamento, assiduidade e comportamento. Para além disso, o projeto traça o perfil de risco do aluno, pois condensa informação crítica relativamente às causas do risco de insucesso escolar.

Segundo o presidente da Câmara Municipal, “o apoio a estes projetos reveste especial importância na medida em que visa estimular a dinamização do empreendedorismo social, bem como fomentar abordagens locais inovadoras de desenvolvimento social e promover estratégias locais de inclusão ativa, criando um grande valor para sociedade”.

Categories: Albufeira