Loulé

QUERENÇA | Revista Esfera tem novo número “nas bancas”

Nota de Imprensa

Loulé, 28 de Julho de 2021

Sidónio de Almeida em exclusivo na nova edição

Revista esfera dedica 12.ª edição ao escultor e pintor de Faro, Sidónio de Almeida. Amigo de António Aleixo, Emiliano da Costa, Almeida Carrapato, Carlos Porfírio, Amílcar Quaresma, João Lúcio e de tantos outros ilustres, Sidónio teria 103 anos, se fosse vivo. Para o editor – a associação cultural Figo Lampo – esta é uma homenagem natural e obrigatória.

O lançamento do novo número da revista esfera decorreu na passada sexta-feira, 25, na Galeria Artistas do Algarve / be tween, em Faro. Trinta pessoas esgotaram a ocupação permitida pela DGS, preenchendo o interior e exterior da Galeria, num final de dia marcado pela evocação de grandes nomes da cultura do séc. XX, tais como o de Sidónio de Almeida (1918-1996).

Das páginas de tributo para as palavras ditas nessa tarde, José Bívar fez questão de vincar o valor do artista: “Foi uma das figuras das artes plásticas que mais marcou as gerações de artistas em Faro e no Algarve do séc. XX”. O escritor Luís Barriga complementa: “Era a figura romântica do pintor, casado com a arte, de vida boémia, sempre com o atelier cheio de jovens artistas. Nunca quis ser assalariado daí se terem criado estigmas em relação à sua pessoa, que o levou a que se sentisse rejeitado pela sociedade, o que fez com que se transformasse num indivíduo revoltado.” Também presente, Cristina Garcia, arqueóloga, destaca a sensibilidade ao património: “Sidónio retratou as ruínas de Milreu com tal sensibilidade que transparece claramente a sua relação com a importância do legado local. Preservar proteger e comunicar o património é urgente, e este artista fê-lo com naturalidade.”

O diretor da esfera, Paulo Tomé, sumariza: “Sidónio é demasiado importante para a cultura do Algarve para ficar esquecido. Não tinha uma relação fácil com as instituições, foi reconhecido muito tarde… Esta é a uma pequena homenagem.”

O lançamento da revista fez-se acompanhar da inauguração de uma sala dedicada a Sidónio de Almeida, visitável até 25 de julho de 2021. Fizeram ainda parte do programa, a projeção de dois documentários: “Moças Nagradas”, sobre a literatura oral local, assinado por Eduardo Pinto, e “APE Oralidade em Paderne”, um trabalho inigualável de recolha sobre o Património Imaterial da região.

A poesia cruzou a tarde em vários momentos, com destaque para a leitura de quatro poemas de Sidónio, recolhidos de um caderno de apontamentos do artista, guardado no arquivo da Direção Regional da Cultura, – e onde se pode observar a forte influência de António Aleixo na obra de Sidónio.

A associação Figo Lampo, revelou ainda o estado de arte de um outro projeto que se encontra a desenvolver com Eduardo Pinto e Eurico de Brito: 1.º ato – Habemus Camões da Vídeo Performance Verde, trabalho artístico de Land Art, com palco em Querença. 

A 12.ª edição da esfera contou com a participação de Cristina Tété Garcia, Homem Quase Invisível, José Bivar, Luís Barriga, Manuel Neto dos Santos, Osvaldo M., Rui Parreira e Vítor Cantinho. Desde o início, conta com mais de 80 colaborações. É distribuída gratuitamente, mas de forma limitada, podendo ser solicitado um exemplar através do email: esfera.fartzine@gmail.com. A revista conta com o apoio da República Portuguesa – Cultura | DGARTES – Direcção-Geral das Artes, Câmara Municipal de Loulé, Tipografia Tavirense e Bloco D, Design e Comunicação Lda.

+informação: http://figolampo.pt/esfera-12/

Fotos: Eduardo Pinto

Categories: Loulé