Loulé

LOULÉ | Câmara Municipal lamenta falecimento de Luís Furtado

Luís Furtado

Faleceu “O menino que queria ser pintor”. Luís Furtado será sempre relembrado como criador da imagem do Carnaval de Loulé, de muitos carros alegóricos, trajes e decorações do Carnaval das últimas décadas, uma figura incontornável da história do corso louletano.

Luís Furtado nasceu em Loulé, em 1941. Aos 13 anos parte para Lisboa, seguindo as pegadas de José Baptista, que lhe despertou o interesse pelo desenho em Loulé. Frequentou brevemente a Escola António Arroio, e cedo começou a trabalhar em diversos ramos da pintura, entre os quais cartazes para as fachadas dos cinemas (por exemplo, Alvalade, Condes ou São Jorge), cenários para teatro (Parque Mayer ou Teatro Nacional de São Carlos), cenários para televisão (programas como “1-2-3” ou “Grande Noite”), publicidade ou cenografia. Mais tarde dedica-se à pintura a óleo e aguarela, tendo as suas obras sido expostas na Galeria de Arte do Convento Espírito Santo, em Loulé. A sua obra está representada em diversas coleções particulares no país e no estrangeiro.

No desfile de 2017 a Autarquia de Loulé prestou-lhe homenagem por ter impulsionado os cortejos em termos conceptuais e de criatividade. Segundo a opinião dos colegas, Luís Furtado tornou-se um dos maiores cenógrafos do país. Nesse mesmo ano, Luís Furtado foi agraciado com a Medalha de Mérito Municipal, Grau Prata.

A Autarquia lamenta profundamente a perda deste artista louletano que tanto deixou à comunidade e gerações futuras.

Aos familiares e amigos, o Município expressa os seus mais sentidos pêsames.

Categories: Loulé