Consumidor

Investir no domínio das comunicações – Considerações chave

O mercado das comunicações teve um crescimento constante até 2020, tendo como cenário a pandemia do coronavírus. Além disso, espera-se que esta tendência continue até 2021, à medida que o trabalho remoto se torna mais comum em todo o mundo.

Por exemplo, no último trimestre de 2020, as vendas do Zoom aumentaram 370% em comparação com o ano anterior, ao passo que se prevê um crescimento adicional de 40% para 2021 na totalidade.

Mas será que a popularidade das ações de comunicação como o Zoom as torna uma opção de investimento viável? Aqui está a nossa posição sobre se se deve ou não apostar nesta categoria de ativos.

Os benefícios de investir em ações de comunicação

Há inúmeras vantagens em investir em ações de comunicações, que podem incluir qualquer empresa ou serviço que facilite a interação tanto “on” como “offline”.

Globalmente, o sector dos serviços de comunicação representa cerca de 10% do S&P 500, embora seja justo supor que as ações de comunicações digitais/“online”, atualmente têm um maior potencial de crescimento.

Este nicho de mercado é definitivamente suscetível de registar níveis de crescimento mais elevados a curto e médio prazo, embora historicamente tenha sido um segmento cíclico que demonstra movimentos de preços previsíveis com base nas tendências económicas.

Mais especificamente, as ações de comunicações “online” tendem a sair-se melhor durante os períodos de transição e de expansão ou de mercados em alta, com os primeiros a contribuir para um crescimento significativo em 2020 e no primeiro semestre deste ano.

Sem dúvida, o tipo de ação de comunicações que pretende obter ditará o quão vantajosos são os seus esforços. Por exemplo, as empresas “wireless” e as ações de comunicações remotas como o Zoom oferecem um potencial de crescimento muito maior do que as empresas de telefónicas clássicas, e as primeiras também são mais propensas a gerar dividendos fiáveis durante um período prolongado.

Num mundo onde o trabalho e a comunicação à distância se tornam cada vez mais comuns, entidades líderes do mercado como a Zoom poderiam também tornar-se ações “blue-chip” num futuro próximo.

Isto abrirá o caminho para ações semelhantes, e, em simultâneo, atrai ainda mais os investidores a fazer a sua jogada neste espaço.

As melhores ações de comunicação no mercado

Evidentemente, a questão que se coloca é que ações de comunicação oferecem o melhor valor no mercado atual?

Para além do Zoom, um ativo particularmente atraente é a Verizon Communications.  Esta ação de vanguarda, que está listada na NYSE, empenha-se em levar os serviços de comunicação ao próximo nível, desenvolveu um vídeo chat chamado BlueJeans e está a testar uma funcionalidade inovadora chamada ‘Spaces’ (onde as pessoas podem sair e interagir como avatares animados em 3D).

A Netflix também abriu um nicho de comunicação lucrativo e cada vez mais dominante, sob a forma de “streaming” de televisão. Isto revolucionou o espaço de entretenimento em todo o mundo, enquanto também estabeleceu a base para a emergência de ações como a Roku.

Roku é uma ação de comunicação a preços competitivos e de alto crescimento, e está ativa em mercados de todo o mundo. Apresenta também algumas ferramentas de publicidade de ponta, e está preparado para um crescimento constante e a longo prazo ao longo do tempo.

É claro que não tem de investir em empresas individuais, e pode querer visar ações através de um contrato de ações por diferenças (CFD). Tais ativos são contratos financeiros que pagam a diferença no preço de liquidação entre negócios abertos e fechados, permitindo-lhe capitalizar em mudanças de preços a curto prazo e (no caso de ações de comunicação) aumentos incrementais de preços.

Os ETFs relevantes podem também ser uma opção viável, dado que dão acesso a uma gama de ações de comunicação cuidadosamente selecionadas, minimizando a sua exposição ao mercado e oferecendo uma diversificação natural no processo.

Categories: Consumidor, Empresas