Loulé

ALMANCIL | João Martins homenageado no 34º aniversário da vila

Almancil, uma vila que ambiciona ser cidade, celebrou este sábado, 18 de dezembro, 34 anos, e neste dia homenageou uma das figuras que mais contribuiu para o desenvolvimento desta terra, o antigo presidente da Junta de Freguesia, João Martins, falecido no passado mês de maio, vítima de COVID-19.

Após a simbólica deposição de uma coroa de flores junto à Rotunda das Comunidades, com a presença da família do homenageado, executivo municipal e da Junta, bem como de representantes de associações e das forças vivas de Almancil, fez-se um minuto de silêncio no local. Uma evocação à memória “de um cidadão que está umbilicalmente ligado às últimas décadas de progresso desta terra”, como salientou o presidente da Câmara de Loulé, Vítor Aleixo. Até porque nos 15 anos em que exerceu as funções de presidente da Junta de Freguesia (1998/2013), a par de outros cargos neste organismo (secretário e líder da Assembleia de Freguesia), mas também como vereador no Município, teve um papel decisivo no crescimento da freguesia e do núcleo urbano de Almancil.

A par da ação política, este almancilense destacou-se igualmente pela atividade cívica, na luta pela liberdade contra o regime fascista, e pela intensa atividade social, tendo sido sobretudo um homem de causas.

É pela “grandeza humana” que a Autarquia de Loulé quer, no futuro próximo perpetuar, a memória de João Martins na toponímia da freguesia, com a atribuição do seu nome a uma rua. “Almancil cresce, tem artérias novas, e o João Martins merece uma homenagem mais duradoura no tempo”, justificou o edil louletano.

Mas nesta data comemorativa para o território de Almancil, falou-se de passado, presente e futuro. Ao completar 34 anos com o estatuto de vila, sede de uma das mais importantes freguesias do país, Almancil reclama agora a elevação a cidade e, nesse sentido, está em curso o processo administrativo para que a Assembleia da República possa então aprovar a criação da terceira cidade do concelho de Loulé.

Freguesia marcada por um turismo sustentável e de qualidade, já que é aqui que se encontram os principais empreendimentos de luxo da Europa que têm na Quinta do Lago o expoente máximo, Almancil é também terra de acolhimento de muitas nacionalidades.

Se no passado foram os locais a procurar melhores condições de vida em países como Argentina, Estados Unidos, Venezuela ou França, nas últimas décadas a situação inverteu-se e Almancil é hoje destino para muitos imigrantes. Como tal, o presidente da Câmara de Loulé considera ser fundamental criar políticas de acolhimento e de coesão social para estes cidadãos. A habitação será nesse sentido uma das áreas em que a administração local está mais empenhada e, no âmbito da sua Estratégia de Habitação, a Câmara de Loulé está a criar soluções para quem quer fixar-se em Almancil onde os preços das habitações são elevados e a oferta escassa.

Ao longo dos últimos anos, o crescimento da malha urbana de Almancil trouxe também uma resposta em termos de edifícios públicos como enumerou o presidente da Junta de freguesia, Joaquim Pinto: um grande jardim, uma instituição de saúde atualmente em ampliação, a sede de uma IPSS (ASCA), um núcleo de escolas JI, EB1 e EB2,3, o estádio municipal, uma igreja “imponente e moderna” e um quartel da GNR. É também aqui que se encontra o complexo do Parque das Cidades, onde se localizam o Estádio Algarve e o Laboratório Regional Drª Laura Ayres, bem como o cluster comercial do Mar Shopping, polos que dão emprego a mais de um milhar de pessoas.

Neste momento é neste território que está em curso a maior obra pública da região, o Pavilhão Multiusos, um investimento de 13,4 milhões de euros, com valências na área desportiva, cultural e social.

Para o futuro, o presidente da Junta considera ser fundamental a atualização do Plano de Pormenor PP1 de Almancil, que conta com mais de 20 anos, “para estar em consonância com o crescimento, desenvolvimento e aspirações” dos almancilenses, que passam pela “criação de uma nova sede para a Junta de Freguesia e também um espaço para alojar as associações e instituições locais”.

Categorias:Loulé