Saúde

A cada minuto que passa há um novo diagnóstico de cancro do intestino na Europa

Março | Mês do Cancro do Intestino

  • Europacolon lança campanha informativa e de sensibilização sobre o cancro do intestino e apela ao rastreio precoce da doença
  • Atrasos em rastreios e a testes positivos da doença que rondam os oito meses preocupam a associação de doentes

Por ano são diagnosticados na Europa mais de 500.000 novos casos de cancro do intestino. Só em 2020, representou a perda de mais de 240.000 vidas, já para não referir os efeitos devastadores nas famílias e amigos que acompanham de perto a doença. No entanto, a Europacolon sensibiliza, no âmbito do Mês Europeu da Luta Contra o Cancro do Intestino, que este é um tipo de cancro evitável e com elevada probabilidade de cura quando diagnosticado e tratado em fases iniciais da doença, o que não está a acontecer em Portugal porque há atrasos de oito meses.

Em Portugal, são cerca de 10.000 os novos casos diagnosticados por ano e 17% das mortes causadas pelo cancro são do tipo colorretal. “Ainda assim, o número de mortes pode diminuir e a taxa de casos tratados com sucesso pode aumentar, em cerca de 90%, se o rastreio for realizado atempadamente, o que não está a acontecer em Portugal, uma vez que existem colonoscopias em atraso, tal como falta de seguimento dos testes positivos ao rastreio que rondam os oito meses, o que ainda é mais grave pois estas pessoas não estão a ser tratadas nem apoiadas,” alerta Vítor Neves, Presidente da Europacolon Portugal.

E continua a explicar: “É também muito importante manter um estilo de vida saudável e conhecer os principais sintomas, tais como: fezes mais finas que o normal, dores frequentes de gases, inchaço e cólicas ou sangue nas fezes. No entanto, todas as pessoas com idades entre os 50 e 74 anos, mesmo sem sintomas e com histórico familiar da doença, devem insistir em marcar uma consulta regular para que seja realizado um rastreio e para que seja dado o devido seguimento e tratamento a um teste positivo.”

Por fim, o representante da Europacolon, afirma que “na nossa associação estamos sempre disponíveis para falar com os doentes para que este diagnóstico deixe, cada vez mais, de ser uma sentença de morte e para que todos os doentes e cuidadores tenham apoio. Destaco, por exemplo, o nosso mais recente projeto de apoio ao doente com cancro colorretal metastático em regime de Cuidados Paliativos, no domicílio, que permite dotar os doentes e cuidadores de ferramentas essenciais para lidarem com a doença.”

Fique a conhecer os números e factos sobre a doença no vídeo da campanha da Associação: https://www.youtube.com/watch?v=ODWslgoysT0  

Para apoio à doença contacte a Europacolon Portugal: 22 540 0441.

Sobre a Europacolon

A Europacolon Portugal – Associação de Luta Contra o Cancro do Intestino é uma Instituição Particular de Solidariedade Social que promove a prevenção do Cancro do Intestino, difundindo o conhecimento da doença, os seus sintomas, a vantagem do diagnóstico precoce, as atitudes preventivas adequadas e promove o apoio aos pacientes, familiares e cuidadores, assim como o esclarecimento dos seus direitos.

Sobre o Projeto “Apoio ao doente com cancro colorretal metastático: uma intervenção de cuidados paliativos”

O projeto “Apoio ao doente com cancro colorretal metastático: uma intervenção de cuidados paliativos” tem como objetivo dotar os doentes e cuidadores de ferramentas essenciais para lidarem com a doença numa das fases mais sensíveis das duas vidas. Lançado o ano passado, já foi galardoado com um prémio por parte da Digestive Cancers Europe (DICE). Nesta fase o projeto apoia 30 doentes e 60 cuidadores nos distritos do Porto, Braga, Viana do Castelo, Vila Real e Bragança. Para este apoio está destacada uma equipa de profissionais de diversas áreas, tais como psicologia, enfermagem, nutrição, oncologia e serviços sociais.

Categorias:Saúde