Ocorrências

2 em cada 10 condutores conduz sob o efeito do álcool

Balanço da Campanha “Taxa Zero ao Volante”

A Campanha de Segurança Rodoviária “Taxa Zero ao Volante”, da responsabilidade da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da Polícia de Segurança Pública (PSP), decorreu nos dias 3 a 7 de março e teve como objetivo alertar os condutores e todos os ocupantes dos veículos para os riscos da condução sob a influência do álcool.

Esta campanha contou uma vez mais com a participação dos serviços das administrações regionais das Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, com competências atribuídas no continente à ANSR, conferindo assim um caráter verdadeiramente nacional à medida e completando o trabalho que tem sido realizado pelos comandos Regionais da PSP.

Inserida no Plano Nacional de Fiscalização de 2022, a campanha foi divulgada nos meios digitais e através de três ações de sensibilização da ANSR, realizadas em simultâneo com as operações de fiscalização realizadas pela GNR e pela PSP, nas localidades de Cascais, Peniche e Benavente. Idênticas ações ocorreram nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira.

Na campanha foram sensibilizados condutores e passageiros, a quem foram transmitidas as seguintes mensagens:

  • Com uma taxa de álcool no sangue de 0,5 g/l o risco de sofrer um acidente grave ou mortal duplica;
  • Os acidentes que decorrem da condução sob a influência do álcool são particularmente graves;
  • Conduzir sob a influência do álcool causa perturbações ao nível de aspetos cognitivos e do processamento de informação que acarretam, entre outros efeitos, uma menor capacidade e rapidez de decisão, aumento do tempo de reação e descoordenação de movimentos.

Durante as operações das Forças de Segurança no âmbito desta campanha, realizadas entre os dias 3 e 7 de março, foram fiscalizados presencialmente 38 168 veículos, tendo sido registado um total de 8 778 infrações, das quais 927 relativas à condução sob o efeito do álcool.

 Número de veículos fiscalizadosTotal de InfraçõesInfrações condução sob a influência do álcool
GNR24 8345 453683
PSP13 334 dos quais 10 667 em território continental3 325, das quais 2 740 em território continental244, das quais 168 em território continental
Total PORTUGAL38 1688 778927
Total territóriocontinental35 5018 193851

No período da campanha, de 3 a 7 de março registou-se um total de 1 562 acidentes, de que resultaram 9 vítimas mortais, 27 feridos graves e 477 feridos leves.

Relativamente ao período homólogo de 2021, verificaram-se mais 588 acidentes, mais 4 vítimas mortais, menos 3 feridos graves e mais 175 feridos leves.

As 9 vítimas mortais, 3 das quais do sexo feminino, tinham idades entre 28 e 73 anos.

Os acidentes ocorreram nos distritos de Viana do Castelo, Porto, Viseu, Castelo Branco, Portalegre, Santarém e Setúbal, e ainda no Funchal.

Estes acidentes resultaram de 4 colisões, 3 despistes e 1 atropelamento. A colisão no distrito de Portalegre, numa reta do IP2, resultou em 2 vítimas mortais.

Os veículos envolvidos foram maioritariamente ligeiros, e, no acidente do distrito de Setúbal, houve 4 automóveis ligeiros envolvidos, com colisão frontal decorrente de veículo em contramão na AE26.

No acidente de Viana do Castelo, esteve também envolvido um trator agrícola, bem como 1 veículo ligeiro, do qual o passageiro foi vítima mortal.

O atropelamento no distrito do Porto ocorreu numa avenida de Sendim.

Categorias:Ocorrências