AGENDA

SUPER BOCK SUPER NOVA volta a correr o país

Nova série arranca em março com Tó Trips, USG e Clementine

Depois de dois anos de edições no Maus Hábitos e 7 circuitos por todo o país a Super Bock Super Nova volta a cruzar os palcos de norte a sul, procurando potenciar o trabalho da rede de casas de música ao vivo no território nacional. A nova edição arranca a dia 19 de março, no Maus Hábitos no Porto, e passa pela Sociedade Harmonia Eborense (2 de abril), pelo Stereogun (16 abril), pelo Salão Brazil (23 de abril), pelo Carmo 81 (21 de maio) e pelo Gretua (28 de maio). Ao palco sobem Tó Trips, Unsafe Space Garden e Clementine

Co-fundador de marcos da recente música nacional, como os Lulu Blind ou os Dead Combo, Tó Trips lançou em 2009 o seu primeiro álbum a solo, Guitarra 66 efusivamente recebido pela crítica. Lindo registo de música crua, aberta, generosa, de espírito nomádico, encaixa as pistas e materializações que Trips nos lançava com os Dead Combo. Guitarrista do melancólico e do luminoso, transforma em som um homem que é profundamente português, fascinado pelas viagens – reais, internas, imaginárias e impossíveis. Regressou, na Primavera de 2015 com Guitarra Makaka – Danças a um Deus Desconhecido, um registo onde volta a derreter fronteiras e a provar a liberdade da fórmula. 

Clementine apareceu em meados de 2015 quando Shelley Barradas (a.k.a. Frankie Wolf) e Helena Fagundes (a.k.a. Lena Huracán), que participaram juntas em projetos musicais como Vaiapraia e as Rainhas do Baile ou The Dirty Coal Train, decidiram materializar as ideias sonoras que iam desenvolvendo em paralelo. Depois de um hiato de um par de anos, o duo virou power trio, com a chegada do baixista Chris Bernardes e, daí, nasce Motorhome, disco com 7 músicas inéditas e uma versão remix de Absolute Demolition.

Os Unsafe Space Garden nasceram na Penha, a serra que acarinha a cidade de Guimarães, e cantam o musgo e o absurdo. Isto porque o caminho pelas Penhas do mundo faz-se sempre às gargalhadas: a arma neutralizadora de todos os males. Vozes, cores, teatralidade são os três eixos a partir de onde se ergue a música deste trio e o caminho que firmaram com três discos já editados: Bubble Burst, Guilty Measures e, o mais recente, Bro, You Got Something In Your Eye. 

Ao longo das suas 7 edições, a SUPER BOCK SUPER NOVA promoveu a circulação de mais de 30 bandas, num total de 90 concertos por todo país, agregando mais de 19.000 pessoas em torno da nova música Portuguesa. A Super Bock Super Nova continua errante e procura ser um projeto que potencie o retomar do circuito de música ao vivo em Portugal. 

Os bilhetes para cada concerto custam 3 euros com a oferta de duas cervejas Super Bock, à exceção do Maus Hábitos, onde a entrada é livre. 

Mais informações em https://supernova.sbsr.fm/

SUPER BOCK SUPER SUPER NOVA 
CIRCUITO # 8

19 março, Maus Hábitos Porto
2 abril, SHE, Évora
16 abril, Stereogun, Leiria
23 abril, Salão Brazil, Coimbra
21 maio, Carmo 81, Viseu
28 maio, Gretua, Aveiro 

Categorias:AGENDA, Nacional