Consumidor

Como fazer uma boa gestão de dinheiro na universidade?

O ingresso no ensino superior traz consigo o início de uma nova fase de vida para os estudantes, sendo, para muitos, uma altura em que se dá o primeiro contacto com as responsabilidades da vida adulta. Por isso mesmo, saber poupar passa a ser um requisito fundamental para fazer uma boa gestão do dia-a-dia, fazendo face às despesas inerentes a esta etapa determinante para o futuro dos jovens.
No dia em que se assinala o Dia Nacional do Estudante, o UNIBANCO apresenta-lhe um conjunto de dicas que poderá implementar para que consiga economizar e gerir o seu orçamento da melhor forma na universidade.
1. Fazer um orçamento. A maioria dos jovens recebe uma semanada ou mesada atribuída pelos pais, o que significa que dispõem de um valor limitado para gastar. Fazer um mapeamento do dinheiro disponível e das despesas fixas que terá, permitirá ter um maior controlo sobre as mesmas, e perceber quanto é que sobra para outras despesas.
2. Abrir uma conta digital. Uma boa dica para controlar as despesas passa também por aderir a uma conta digital, que é possível movimentar através de uma app financeira com um cartão virtual pré-pago recarregável, permitindo controlar movimentos, realizar compras e pagamentos ou transferências imediatas através do MBWay, de forma rápida, simples e segura.
3. Procurar alojamento em residências universitárias. As residências universitárias são uma alternativa mais económica ao aluguer de um quarto ou apartamento, estando, geralmente, as despesas incluídas. Além de ajudar a economizar numa das maiores despesas no que diz respeito à vida universitária, viver numa residência é também uma boa opção para fazer amigos e ter um contacto direto com o espírito académico.
4. Economizar nas refeições. Com a correria dos dias, é comum preferir encomendar comida, fazer as refeições na cantina da universidade ou em bares e restaurantes. Elaborar um menu semanal e preferir levar comida de casa é uma prática que lhe permite não só poupar, mas também comer de forma mais saudável. Fazer uma lista de compras para as idas ao supermercado também ajuda a economizar e a evitar as compras impulsivas.
5. Tirar proveito do desconto de estudante. Um dos maiores benefícios da vida de estudante é sem dúvida os descontos aos quais se tem direito. Transportes, restaurantes e bilhetes de cinema são apenas alguns dos exemplos nos quais é possível usufruir de um preço mais baixo. Não deixe de perguntar, mesmo em sítios que desconhece, se existe desconto de estudante, para não passar ao lado a oportunidade de conseguir um preço mais em conta.
6. Desfrutar dos serviços que a faculdade oferece. Desde o wi-fi gratuito e bibliotecas aos serviços médicos, a grande maioria das faculdades têm à disposição uma panóplia de recursos dos quais os estudantes podem usufruir a um preço mais acessível. Procure estar informado relativamente à oferta da faculdade, para que consiga tirar proveito destes serviços sempre que necessitar.
7. Adquirir livros em segunda mão. Ao contrário do que acontece no ensino secundário, na universidade não existem livros obrigatórios, havendo, por norma, uma bibliografia recomendada para cada cadeira. Uma das opções para não ter que comprar todos os livros, é consultá-los ou requisitá-los na biblioteca da faculdade. Por outro lado, também é possível adquirir livros em segunda mão a um preço mais em conta, ou pedir emprestado a colegas mais velhos.
8. Procurar um trabalho em part-timeConciliar os estudos com um trabalho part-time é uma boa maneira de ter uma fonte de rendimento extra, permitindo poupar e ter mais dinheiro disponível para momentos de lazer e tarefas não essenciais. Além disso, é um bom exercício para fomentar a independência e ganhar responsabilidade no que à gestão do dinheiro diz respeito.

Categorias:Consumidor