Nacional

SPAVC volta a assinalar Dia Nacional do Doente com AVC com atividades presenciais em todo o país

No próximo dia 31 de março, a Sociedade Portuguesa do AVC volta a assinalar o Dia Nacional do Doente com AVC no seu formato mais tradicional, com atividades em vários pontos do país, depois de dois anos de pandemia que impossibilitaram este modelo. “Apesar da difusão de importantes mensagens durante a pandemia de COVID-19 pelos meios digitais, as atividades presenciais apresentam vantagens no que concerne à apreensão da mensagem”, defende a Dr.ª Liliana Pereira, Embaixadora da SPAVC para o Dia Nacional do Doente com AVC”. À semelhança de anos anteriores, as comemorações desta importante data irão acontecer de forma alargada, entre 26 de março e 3 de abril, para que um maior número de centros possa ter a possibilidade de aderir.

Muitas são as mais-valias deste regresso ao formato presencial de assinalar o Dia Nacional do Doente com AVC, uma iniciativa da SPAVC celebrada desde 2003. “É sabido que as interações presenciais geram mais vezes ações, comparativamente com as comunicações digitais. A capacidade de manter a atenção é também superior numa atividade presencial. Assim, é mais provável que os participantes mudem efetivamente os seus comportamentos depois de uma atividade deste tipo”, esclarece a Dr.ª Liliana Pereira. Ainda assim, algumas atividades acontecem também em modelo virtual ou híbrido, garantindo uma maior flexibilidade.

Neste sentido, a SPAVC tem vindo anualmente a estender as comemorações de 31 de março por vários dias, sendo que, este ano, decorrem de 26 de março a 3 de abril, para que haja “possibilidade de um maior número de centros poder aderir”. Todos os locais onde se realizarem as comemorações poderão candidatar-se ao Prémio da Melhor Comemoração do Dia Nacional do AVC 2022.

As várias atividades desenvolvidas no âmbito do Dia Nacional do Doente com AVC podem ser consultadas no website da SPAVC, neste link, em permanente atualização.

O apelo à população para consultar a listagem de atividades para todos os gostos e em diferentes regiões é deixada pelo presidente da Direção da SPAVC, o Prof. Castro Lopes: “a uma semana desta tão importante efeméride, apelo a que se tornem pró-ativos e apareçam nos locais assinalados e publicitados à escala nacional e local. Esta participação é essencial para vencermos o combate em que estamos empenhados desde a fundação da SPAVC. Compareçam, informem-se e utilizem os conhecimentos adquiridos para poder atingir uma velhice saudável”, acrescentando que “estamos perante uma doença gravíssima, mas que se pode prevenir e tratar”.

Como mensagem final, a Dr.ª Liliana Pereira lembra que “um em cada quatro adultos acima dos 25 anos vai sofrer um AVC ao longo da sua vida. Se não nos afetar diretamente, afetará seguramente alguém que conhecemos e de quem gostamos”, realçando que “há ainda espaço para melhorar e tirar o AVC do topo das causas de morte em Portugal, pelo que há que divulgar esta mensagem, não só neste dia, mas todos os dias”. 

Categorias:Nacional, Saúde