Algarve

Deputados do PSD Algarve inconformados com a falta de médicos no CHUA

Pedem reunião ao Conselho de Administração do CHUA e à ARS

Os deputados do PSD eleitos pelo Círculo de Faro, Luís Gomes, Ofélia Ramos e Rui Cristina

Os deputados do PSD eleitos pelo distrito de Faro vão solicitar reuniões, com caráter de urgência, ao Conselho de Administração do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) e ao Presidente da Administração Regional de Saúde do Algarve a propósito do encerramento do bloco de partos da Unidade de Portimão, entre os dias 14 e 18 de abril.

Pela segunda vez este mês, a maternidade esteve encerrada (entre as 14h de dia 14 de abril e as 9h de dia 18) devido à falta de médicos Pediatras, obrigando as grávidas a viajar até Faro. A ausência de recursos humanos fez-se, ainda, sentir nos internamentos que foram, igualmente, assegurados pela Unidade de Faro. 

O Algarve não pode continuar refém de uma política de saúde que, há muito, esqueceu a região. A falta de pediatras, sobretudo em Portimão, e o consequente encerramento do Bloco de Partos são uma constante e coloca em causa a assistência médica não só às crianças, como a todas as grávidas que são obrigadas a percorrer cerca de 100km para se deslocarem até Faro.

Os deputados Luís Gomes, Rui Cristina e Ofélia Ramos vão, ainda esta semana, fazer chegar os pedidos de reunião e não descartam questionar o Governo sobre este assunto e as propostas para resolver os problemas do Algarve.

É urgente um reforço de meios, técnicos e humanos, no CHUA e torna-se, cada vez mais necessária a construção do Hospital Central do Algarve que o Executivo tem vindo a prometer e a adiar.

Categorias:Algarve, Saúde