AGENDA

“Caminho Marítimo de Santiago” começa em VRSA: Caravela Vera Cruz é a estrela maior

  • Viagem inaugural tem início a 28 de maio
  • Fernando Pimenta, João Rodrigues, Joana Pratas, Francisco Lufinha, Hugo Rocha e Ângela Fernandes são embaixadores da iniciativa

É já na próxima semana, a 28 de maio, que o novo e primeiro “Caminho Marítimo de Santiago”, em Portugal, irá partir do porto de Vila Real de Santo António em direção a Santiago de Compostela, em Espanha. Composto por 12 etapas, este itinerário pretende não só recriar, na costa portuguesa, a viagem da “Barca de Pedra”, como, também, explorar a paisagem costeira, a história e a cultura local e, ainda, promover o espírito de entreajuda e solidariedade nauta. Sob o mote “Santiago chama-te. Vai com o Vento”, o cruzeiro inaugural, que conta com o Alto Patrocínio da Presidência da República, irá percorrer um total de 500 milhas náuticas, ao longo de 17 dias. A viagem irá contar, igualmente, com a presença de cerca de duas dezenas embarcações, entre as quais a Caravela Vera Cruz.

O novo e primeiro “Caminho Marítimo de Santiago” – que resulta da parceria entre a Upstream Portugal – Valorização do Território e o Fórum Oceano – Associação da Economia do Mar, através da Rede das Estações Náuticas, e que conta com o apoio consultivo da Associação Nacional de Cruzeiros (ANC) – deverá terminar a 13 de junho no porto de Vila Garcia de Arousa, em Espanha, sendo o percurso até Santiago de Compostela realizado a pé. O projeto conta com o apoio institucional da Marinha Portuguesa e espera, para esta primeira viagem, com a participação de cerca de 150 participantes.

“Santiago chama-te. Vai com o Vento”: Embaixadores aceitam desafio

A este “chamamento” e novo desafio no mar respondeu positivamente quem neste “habita”. É o caso do windsurfer madeirense João Rodrigues, o atleta português com mais presenças em Jogos Olímpicos e que venceu mais de 60 medalhas em eventos internacionais. Também Fernando Pimenta, considerado um dos melhores canoístas do mundo – tendo arrecadado a Medalha de Prata nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e, mais recentemente, a Medalha de Bronze, em Tóquio 2020 – acaba de ser tornar embaixador desta iniciativa. Quem não poderia ficar de fora deste projeto é Joana Pratas, a primeira mulher velejadora e a mais jovem, em Portugal, a participar nos Jogos Olímpicos num barco à vela, com apenas 17 anos, competição na qual participou três vezes.

À semelhança destes campeões mundiais, também o kitesufer Francisco Lufinha, detentor do recorde mundial da maior viagem de kitesurf sem paragens (2015), irá apoiar esta iniciativa, assim como a campeã nacional (2014) em stand up paddle, Ângela Fernandes, que também se destacou em modalidades como remo ou ciclismo e que está, neste momento, ainda ligada ao surf, como atleta e treinadora. Hugo Rocha, velejador português que conquistou a medalha de bronze na classe 470 dos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996, – evento desportivo que contou três vezes com a participação do atleta – é também embaixador deste novo e primeiro “Caminho Marítimo de Santiago”.

Caravela Vera Cruz integra cruzeiro inaugural

Uma réplica exata das antigas caravelas portuguesas, que desbravaram mares e descobriram o mundo. A Caravela Vera Cruz – construída no início do século para celebrar os 500 anos do descobrimento do Brasil – irá integrar esta viagem inaugural, elevando esta experiência náutica imersiva. Para além da Caravela Vera Cruz, o cruzeiro inaugural irá contar, ainda, com a presença de cerca de 20 embarcações (veleiros convidados) e várias embarcações internacionais.

Sobre a Upstream Portugal

A Upstream Portugal é um operador turístico que tem como objetivo promover o destino Portugal e o seu património natural e cultural, sobretudo do interior do país. A empresa cria e promove novos produtos turísticos temáticos e eventos desportivos especializados no âmbito do turismo ativo, cultural e desportivo, potenciando, assim, oportunidades de desenvolvimento local e sustentável com alcance global. A Upstream desenvolve, ainda, serviços de consultoria e desenvolvimento de projetos que contribuem para a valorização e reforço da atratividade turística de Portugal nos principais mercados internacionais.

Sobre o Fórum Oceano

Criado em 2009, o Fórum Oceano é uma entidade privada sem fins lucrativos reconhecida pelo governo português como entidade gestora do cluster do mar português. A instituição conta, atualmente, com 132 associados em representação de todos os setores da economia azul, entre empresas, associações empresariais, centros de investigação e desenvolvimento tecnológico, instituições de ensino superior, autarquias e outras organizações.

Categorias:AGENDA, Algarve, VRSA