AGENDA

Albufeira comemora amanhã o Dia do Autor Português com “21 Poetas para o Século XXI”

É com o “Recital de Poesia XXI: 21 poetas para o século XXI” que Albufeira comemora amanhã, 20 de maio, o Dia do Autor Português. Trata-se de uma viagem intimista pelos poemas luso-brasileiros mais marcantes do nosso século na ótica do grupo “Experiment’arte”, fundado por Sónia Pereira e Paulo Pires. O recital vai ter lugar na sala polivalente da Biblioteca Municipal Lídia Jorge, às 21h00. Entrada gratuita, sujeita à lotação da sala. “Um dia fundamental para a identidade cultural da nossa região e do país”, salienta José Carlos Rolo.

O Dia do Autor Português é uma data especial onde são homenageados todos os autores portugueses das diferentes áreas artísticas. Nesse sentindo, na próxima sexta-feira, 20 de maio, às 21h00, a Biblioteca Municipal Lídia Jorge vai acolher o “Recital de Poesia XXI: 21 poetas para o século XXI”, com entrada gratuita, sujeita à lotação da sala.

Trata-se de uma viagem intimista pelos poemas luso-brasileiros mais marcantes do nosso século na ótica do grupo “Experiment’arte”, fundado por Sónia Pereira e Paulo Pires. Desta “viagem” resultou um CD em 2016, intitulado “Poesia 21” com uma seleção de 21 poetas portugueses e brasileiros do nosso século. Sónia Pereira e Paulo Pires enfatizam que o projeto foi criado inicialmente como uma prenda para os seus amigos, dedicado assim “àqueles que dizem não gostar de Poesia e àqueles que são leitores compulsivos”.

Diversas temáticas sustentam este recital, como a “Arte de Ser Português”, o Amor, a Morte, a Condição Humana, a Poesia, a Liberdade e a (In)Justiça, isto “porque a poesia e a vida são indissociáveis a todas as preocupações humanas”, referem os fundadores.

Sónia Pereira faz da voz um instrumento de coerência textual, não “representando palavras” (Leonard Cohen); Paulo Pires dedica-se ao acordeão e Carlos Boita, pianista, junta-se à dupla para juntos construírem paisagens sonoras que enquadram e completam o texto numa linguagem musical cúmplice, que abraça a palavra de forma a “devolvê-la maior e mais límpida”.

José Carlos Rolo, presidente da Câmara Municipal, salienta tratar-se de “um dia fundamental” pois “os autores, sejam eles da área da literatura, das artes plásticas, música ou performance, sejam mais ou menos conhecidos do grande público, têm o poder de contribuir para uma sociedade mais desperta, mais atenta, tornando a cultura num bem mais acessível. Eu creio que todos os autores, independentemente da expressão, visam a uma ética das virtudes, pelo que este Dia é de suma importância para todos nós”.

Categorias:AGENDA, Albufeira