Ambiente

LAGOS | Primeiro passo na criação do sistema de recolha de biorresíduos no concelho

A Câmara Municipal de Lagos aprovou o Estudo para o Desenvolvimento do Sistema de Recolha de Biorresíduos do Município. Trata-se de um novo desafio em matéria de gestão de resíduos urbanos a que os municípios, em articulação com as demais entidades intervenientes no processo e o envolvimento ativo da população, terão de dar resposta até 31 de dezembro de 2023.

Segundo este estudo, os biorresíduos representam 48,6% dos resíduos indiferenciados recolhidos no concelho de Lagos, dos quais 35,6% são resíduos alimentares e 13% correspondem a resíduos verdes. O documento aponta ainda, consoante as características do território e o perfil dos produtores, as várias soluções a implementar, gradual e faseadamente, para o cumprimento das metas de recolha seletiva de biorresíduos.

O estudo, que constitui o primeiro passo para a criação e implementação do Sistema de Recolha de Biorresíduos do Município de Lagos, está sujeito a parecer da ALGAR e a consulta pública.

Categorias:Ambiente, Lagos