Ambiente

LOULÉ | Cágados libertados na Fonte da Benémola para preservar biodiversidade

Decorreu na Paisagem Protegida Local da Fonte da Benémola uma ação de libertação de 9 cágados, reabilitados pela equipa do Porto d’Abrigo do Zoomarine, e que foram devolvidos ao meio natural.

Os animais – Spoon, Tapio, Tan, Tarzan, Timon, Tércio, Tazo, Txikia e Tiny – entram agora numa nova fase da sua vida nesta área protegida, local onde existe a distribuição identificada da espécie.

Todos os cágados agora libertados pertencem a uma das espécies endémicas de cágados que ocorrem em Portugal – cágado-mediterrânico (Mauremys leprosa) – com estatuto de proteção, embora não se encontre ameaçado. De salientar que as principais ameaças para os cágados nativos são a destruição, alteração e poluição do seu habitat, as capturas ilegais com fins comerciais e a introdução de espécies exóticas invasoras, em particular da tartaruga-da-flórida (Trachemys scripta).

Importa ainda referir o facto desta ação ter sido concertada entre várias entidades: o Centro de Reabilitação de Espécimes Aquáticas do ZOOMARINE, o Departamento de Conservação da Natureza e Florestas do Algarve do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a Câmara Municipal de Loulé. A Autarquia é, de resto, a entidade gestora daquela área protegida que acompanhou e apoiou no terreno esta devolução, contando com a participação, para além da equipa do Zoomarine diretamente envolvida na recuperação dos animais, de um residente da área protegida e de uma equipa de vigilantes da natureza do ICNF, sob o olhar curioso de visitantes que presenciaram alguns dos momentos.

Categorias:Ambiente, Loulé