Algarve

VILAMOURA | Governante anuncia intenção de unir Desporto e Turismo para combater a sazonalidade no Algarve

Secretário de Estado da Juventude e Desporto visitou esta 4ª feira, dia 10 de agosto, o Centro Internacional de Vela Vilamoura Sailing, projeto que nos últimos anos colocou Portugal no epicentro dos grandes eventos internacionais de vela e que traz a Vilamoura centenas de velejadores em todos os invernos.

56 países, 3 000 atletas, mais de 4 000 acompanhantes, perto de 200 000 dormidas. Tudo em 2021/2022.

Foram estes os números que o Secretário de Estado da Juventude e Desporto ouviu quando visitou esta quarta-feira o Centro Internacional de Vela Vilamoura Sailing, no âmbito das comemorações do Dia Internacional da Juventude que se celebra anualmente no dia 12 de agosto.

Os números ganham especial impacto quando são acompanhados de imagens ao vivo. Em pleno Boat Park da Marina de Vilamoura, João Paulo Correia teve oportunidade de assistir à chegada do mar dos 450 velejadores de todo o mundo que nesta altura se preparam para os campeonatos mundiais da classe Laser/Ilca (Ilca 4 e Ilca U21) que começam em Vilamoura, já dia 13 de agosto.

«Não conhecia os números mas são números surpreendentes. O Algarve tem contribuído bastante para o crescimento do número de grandes eventos desportivos internacionais e hoje vimos os números desse crescimento aqui na Marina de Vilamoura. Isto significa que estamos no caminho certo», referiu João Paulo Correia.

Em plena preparação para este mundial, que será o maior da classe alguma vez realizado, a visita ao Vilamoura Sailing foi o espelho perfeito para a estratégia que o Secretário de Estado apresentou no que diz respeito à aliança entre Desporto e Turismo:  

«O Governo criou um grupo de trabalho para a captação de grandes eventos desportivos internacionais. Nos próximos meses, entidades do Desporto e do Turismo e representantes dos municípios e das modalidades desportivas, todos juntos ajudarão a montar uma estratégia para a atração dessas grandes competições, no horizonte de 2022 a 2025. Um dos grandes objetivos dessa estratégia é precisamente combater a sazonalidade».

O ambiente à volta de João Paulo Correia, em plena Marina de Vilamoura era a prova de que a estratégia só poderá vir a ter êxito. 

Vilamoura transformou-se na ‘casa’ de inverno de quase todas as equipas olímpicas de vela do mundo e é aqui que se realizam todos os anos, pelo menos, 3 competições de classe mundial. 

«O desafio, no início deste projeto Vilamoura Sailing, era o combate à sazonalidade. Neste biénio 2021/2022 atingimos as 200 mil dormidas em época baixa. Sem dúvida, o Vilamoura Sailing tem já um evidente impacto nesse combate e as entidades oficiais sentem isso», referiu Nuno Reis, diretor do Centro.  

Segundo o Secretário de Estado da Juventude e Desporto este é o ano em que Portugal regista o maior número de eventos desportivos internacionais, atingindo as 4 centenas, o que contribui para que o país seja cada vez mais um destino para seleções, clubes e atletas de todo o mundo.