Faro

FARO | Seminário “Sementes do Futuro – sou mulher, cigana e cidadã Portuguesa”

Projeto Romani Tehara (ciganas de Amanhã) – Rumo ao Empowerment feminino nas comunidades ciganas (701), promoveu o Seminário “Sementes do Futuro – sou mulher, cigana e cidadã Portuguesa“ no dia 14 de Setembro, no Anfiteatro da Escola Neves Júnior em Faro.

O Seminário Final do Projeto Romani Tehara, onde se proporcionou uma manhã de partilha de culturas e de interação entre algumas entidades que têm vindo a desenvolver um trabalho com famílias de comunidades ciganas, nomeadamente no que refere ao empoderamento da mulher cigana e à desconstrução de estigmas crenças e preconceitos.

Segundo os responsáveis do projeto, “foi uma manhã de troca de experiências enriquecedoras, onde apresentámos o produto final do projeto, “Bonecas Ciganas feitas de Meia “, construídas pelas mulheres do acampamento Cigano Lejana de Cima, participámos da criação de um poema conjunto com o tema “Ser Mulher Cigana” e fechámos com chave de ouro, com um momento de demonstração de dança cigana pelo grupo Las Niñas”, agradecendo “a todos os intervenientes pela vossa presença, participação e disponibilidade. Deixamos um agradecimento especial à Paula Martins, que deu o seu testemunho pessoal como “Mulher Cigana e Cidadã Portuguesa” e que de coração aberto partilhou seus receios, sonhos e objetivos para um futuro melhor e mais inclusivo na nossa sociedade”.

Este seminário pretendeu ser um momento de partilha de experiências onde se promoveram a reflexão, o conhecimento e a valorização da cultura e da história Ciganas.

A organização contou com a presença de parceiros de outros projetos que partilharam as atividades que têm vindo a desenvolver junto da comunidade cigana.

Romani Tehara (Ciganas de Amanhã) – Rumo ao Empowerment feminino nas comunidades ciganas

O projeto Romani Tehara (Ciganas de Amanhã) – Rumo ao Empowerment Feminino nas Comunidades Ciganas insere-se no âmbito da promoção da saúde, da intervenção comunitária e socioeducativa e será desenvolvido nos acampamentos da comunidade cigana, no concelho de Faro, particularmente junto 1) das mulheres ciganas, no que se refere a ações relativas a temas como “cultura, mediação e liderança”, “sexualidade feliz”, “promoção e perceção da saúde, inclusive saúde mental”, “construção de um projeto de vida bem-sucedido” e 2) das crianças, no que toca a atividades de “acompanhamento psicossocial e mentoria”.

O projeto tem como entidade promotora a Cruz Vermelha Delegação Faro-Loulé e insere-se no Programa Bairros Saudáveis, financiado pelo Ministério da Saúde.

Categorias:Faro