Opinião

A diabetes e as doenças cardiovasculares

Artigo de Opinião do cardiologista João Brum Silveira, Coordenador Nacional da iniciativa Stent Save a Life e da Campanha Cada Segundo Conta (APIC)

Dr. João Brum da Silveira

Dia Mundial da Diabetes assinala-se a 14 de novembro

A diabetes é um dos mais importantes fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, uma vez que o excesso de glicose pode levar a alterações na constituição e circulação do sangue. Com o passar do tempo, estas alterações causam inflamações, entupimento e destruição dos vasos sanguíneos e de outras células do corpo.

O risco de desenvolver doença cardiovascular duplica em pessoas com diabetes, comparativamente à população não diabética. Além disso, uma em cada três pessoas que têm doenças cardíacas, também têm diabetes. Ambas as patologias têm em comum o facto de serem silenciosas – não apresentarem sintomas – nas fases iniciais, o que dificulta um diagnóstico e, consequentemente, tratamento adequados.

As principais doenças cardiovasculares potenciadas pela diabetes são: enfarte agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral, ataque isquémico transitório e entupimento das artérias.

Seja qual for o tipo de diabetes que a pessoa tenha, há sempre uma maior probabilidade de vir a desenvolver doenças cardiovasculares, no entanto, a diabetes tipo 2, por ter uma evolução mais silenciosa, pode ter um diagnóstico mais tardio, sendo que por vezes, a doença vascular já está instalada.

Frequentemente, quem tem diabetes apresenta, em simultâneo, outros fatores de risco cardiovascular. A obesidade é um fator de risco para o desenvolvimento de diabetes bem como para o desenvolvimento de doença cardiovascular. O mesmo acontece no caso da hipertensão, que tanto está associada ao risco de problemas cardiovasculares, como parece ter influência no aumento da resistência do organismo à insulina. Além disso, a diabetes interfere negativamente no processo de aterosclerose, ou seja, quanto maiores os valores dos lípidos sanguíneos, como o colesterol e os triglicéridos, pior será o impacto na progressão de aterosclerose.

Tendo em conta estes fatores, a melhor forma de prevenir as doenças cardiovasculares em pessoas com diabetes é a alteração do estilo de vida. Diminuir o excesso de peso corporal; ter uma alimentação rica em frutas, hortaliças, grãos integrais; reduzir o consumo de sal e açúcares; fazer exercício físico regularmente; e, por fim, consultar o médico de forma periódica, são algumas das práticas que devem ser adotadas.

Há muito a fazer para evitar as complicações cardiovasculares que podem ser causadas pela diabetes. Não descure a sua saúde.

Categorias:Opinião, Saúde