Algarve

UGT Algarve indignada com a transferência de doentes oncológicos para tratamentos em Sevilha

Os Sindicatos da UGT-Algarve, reunidos em Conselho Geral, ontem, dia 6 de dezembro, decidiram demonstrar a sua indignação, uma vez que, desde outubro, os doentes oncológicos da região estão a ser enviados para Sevilha para receberem tratamentos de Radiocirurgia numa Clinica que ganhou o concurso internacional lançado pelo Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA).

O Presidente da União Distrital de Sindicatos da UGT, Daniel Santana, contactou a Associação Oncológica do Algarve (AOA), que transmitiu o seu repúdio pela forma como o CHUA conduziu todo o processo concursual, que veio atribuir aqueles tratamentos oncológicos a uma entidade espanhola.

Esta situação ainda é mais incompreensível, visto que, segundo o que a AOA transmitiu aos Sindicatos, a Clínica de Radioncologia do Algarve, em Faro, tem as mesmas ou, até mesmo,melhores condições e tecnologia sofisticada para tratar a população do Algarve.

Os Sindicatos estão solidários e preocupados com os doentes oncológicos residentes na região, que na maioria se encontram num estado de saúde fragilizado, e têm de se sujeitar a uma viagem a Sevilha de várias horas, agravado pelo facto de não irem acompanhados por um socorrista, pois o transporte acontece numa carrinha conduzida por um simples motorista.

A UGT-Algarve irá pedir uma reunião ao Conselho de Administração do CHUA, no sentido de dialogar e tentar perceber se a adjudicação dos tratamentos poderá ainda ser revertida e até quando os doentes oncológicos terão de se deslocar a Espanha numa situação que não serve os interesses da população do Algarve.

O Conselho Geral da UGT-Algarve

Categorias:Algarve, Saúde