Consumidor

DECO PROTESTE alerta que tarifa bi-horária pode não ser vantajosa para os consumidores

Avaliação do perfil e comercializador podem trazer poupança mensal

A DECO PROTESTE, organização de defesa do consumidor, fez os cálculos para ajudar os consumidores portugueses a tomar uma decisão quanto ao ciclo horário de consumo de eletricidade mais adequado para o seu perfil – tarifa simples ou tarifa bi-horária.

E a conclusão mais importante é que, apesar das boas intenções da segunda [tarifa bi-horária], a sua rigidez de horário torna-a potencialmente incompatível com uma poupança real, face à organização diária de muitas famílias.

A DECO PROTESTE alerta que não basta conhecer a quantidade de kilowatts-hora (kWh) consumida, é necessário saber como se distribui esse consumo. Para decidir qual o melhor plano de eletricidade, os cálculos devem ter em conta o ‘estilo de vida’ do consumidor, ou seja, os momentos do dia e da semana em que se concentra o consumo de eletricidade de uma família – por exemplo, saber em que altura do dia as máquinas de lavar trabalham, o ferro de engomar é ligado, ou um automóvel elétrico inicia o recarregamento. Com esta análise o consumidor verá se tem maior consumo de energia em horário de vazio, ou fora de vazio, ou seja, nos momentos da semana ou do dia em que a eletricidade é mais barata, ou mais cara.

Se concluir que, pelo menos 50% dos gastos ocorrem em horários de vazio, ou podem ser transferidos para essas janelas de oportunidade, a tarifa bi-horária começa a compensar.

Otimizar o consumo energético

Acompanhar a evolução do mercado, e optar pelas melhores soluções é fundamental, para isso a DECO PROTESTE disponibiliza em www.deco.proteste.pt/energia um simulador que ajuda a fazer as contas e explica aos consumidores como podem mudar, se for caso disso.

Tal como refere Rita Rodrigues, Diretora de Comunicação e Relações Institucionais da DECO PROTESTE, “é cada vez mais importante que os portugueses estejam informados sobre as melhores ofertas existentes no mercado, e o setor energético não é diferente”. Rita Rodrigues salienta ainda que “o nosso objetivo é que os consumidores conheçam cada vez melhor o seu perfil de consumo energético doméstico, para que possam tomar decisões de forma eficiente e informada”.

A DECO PROTESTE alerta pois para a necessidade do consumidor avaliar rigorosamente o seu consumo real, de forma a poderem avaliar se a tarifa bi-horária é a mais adequada no seu caso.

Categorias:Consumidor