AGENDA

QUERENÇA | Exposição “Arte da Atracção” inaugura este sábado

A exposição de fotografia criativa de Vítor Martins coloca em diálogo a humanidade e a natureza. Uma dezena de painéis, dípticos, desafia à reflexão sobre a arte da atração de Querença, Loulé.

É o primeiro evento público do ano da Fundação Manuel Viegas Guerreiro (FMVG) e tem data de 28 de janeiro, sábado, pelas 17h00, na sede da Fundação, em Querença.

A inauguração da exposição é acrescentada por uma tertúlia que reunirá a comunidade local, nacional e estrangeira, e o público em geral em torno da Arte da Atracção. De acordo com o fotógrafo Vítor Martins «O objetivo é estimular a curiosidade sobre a arte da atração, convidando a audiência a observar e a discutir a diversidade das suas manifestações no quotidiano.» 

Vítor Martins é português mas viveu 35 anos em Los Angeles, nos Estados Unidos. Vive há dois em Querença. Membro da ALFA – Associação Livre Fotógrafos do Algarve, que patrocina a exposição, explica: «No nosso quotidiano usamos vários tipos de mensagem: som, cor, forma para elevar a nossa posição negocial, algo tão simples como sermos simpáticos para obter amizade ou união sexual. Esses mecanismos ocorrem para garantir a nossa sobrevivência, obter alimentação ou para segurança e conforto. Não escapamos à necessidade de atrair. As estratégias são infinitas e os resultados determinantes do sucesso de um indivíduo».

Conceitos que se exibem em 10 dípticos compostos por imagens de pessoas e de elementos da natureza. Ponto de partida para uma conversa mais alargada que pretende juntar várias nacionalidades presentes na comunidade de Querença: portuguesa, americana, inglesa, irlandesa, holandesa, italiana e francesa, entre outras.

Segundo a FMVG, «A exposição, que reúne fotografia, arte e reflexão sobre a nossa forma de nos posicionarmos em relação ao outro, num plano de observação mais alargado, que é o da natureza, constitui uma forma muito “atrativa” de escuta de como os estrangeiros residentes em Querença olham para este território, criando, no processo dessa reflexão, alguns pontos de contato com a comunidade local nacional. Numa altura em que Querença inicia o retomar da sua autonomia administrativa, “atrai-nos” também a ideia de ouvir os seus contributos para o desenvolvimento de Querença, no interior do concelho de Loulé».

A FMVG fará uma breve apresentação da atividade que desenvolve através da obra e do pensamento de Manuel Viegas Guerreiro (1912-1997), etnólogo e antropólogo do século XX, filho de Querença, que nunca perdeu a oportunidade de evidenciar o seu encantamento por este lugar, ao longo de mais de 80 décadas de vida.

A exposição Arte da Atracção tem entrada livre e encontra-se patente na FMVG até 31 de Março, de 2.ª a 6.ª, das 9h30 às 13h00 e das 14h00 às 17h00.

Categorias:AGENDA, Loulé