Loulé

QUARTEIRA | Comunicado APEESLA – Notícia do Correio da Manhã

A APEESLA – Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas Dra. Laura Ayres, vem por este meio prestar a sua opinião sobre as notícias publicadas no Jornal Correio da Manhã do dia 16 e dia 17 de Outubro.

Estamos determinados em garantir que nenhuma situação de uma criança a passar fome e/ou a ser humilhada à frente dos seus colegas se passe em qualquer escola do agrupamento. Estamos e sempre estivemos disponíveis para receber e apoiar os pais na resolução das suas dificuldades no agrupamento.

Nenhum pai pode estar indiferente perante a informação que foi veiculada por este meio de informação, no entanto, a mesma, está baseada em dados incorrectos.

– Nenhuma criança do agrupamento foi deixada a passar fome na escola.

– A criança em causa na notícia não foi sujeita à humilhação de estar na presença dos colegas enquanto estes tomavam a sua refeição. A mesma ficou na sala de aulas, acompanhada por uma Educadora, onde foi alimentada.

– A mãe foi contactada por diversas vezes antes do dia 11 para regularizar a dívida. No dia 11 foi contactada de manhã para que viesse à escola antes da hora de almoço para providenciar a refeição à sua filha. A Sr.ª Teresa Francisco passou na escola pelas 14H00 e a sua filha já tinha comido na presença da Educadora na sala de aulas.

É do conhecimento de todos os pais e encarregados de educação das escolas do Agrupamento Dr.ª Laura Ayres desde o mês de Setembro, nas reuniões de início de ano lectivo, que o Agrupamento tinha que sanar o grave problema da dívida acumulada em relação ao pagamento das refeições dos alunos. À data o valor ascendia a 20.000€.

A data limite para a regularização dos pagamentos foi definida como dia 9 de Outubro. A partir dessa data os pais que não tivessem as situações regularizadas seriam contactados no sentido de levarem os filhos das escolas na hora de almoço e serem os próprios a providenciar a refeição. Para todos os pais com dificuldades em regularizar a dívida foram colocadas várias hipóteses:

1. Reunião com a direcção da escola para solicitar o escalonamento do filho.

2. Reunião com a direcção da escola no sentido de pagamentos em prestações da dívida (há pais a pagarem 1€ por semana as dívidas vencidas).

3. Pedido de apoio à Associação de Pais para o processamento da dívida. A APEESLA sempre esteve e está na disponibilidade de apoiar os pais com dificuldades nesta matéria.

4. Pedido à direcção do agrupamento para o perdão da dívida.

Até à data do dia 11 de Outubro a Sr.ª Teresa Francisco não recorreu a nenhuma destas alternativas.

A APEESLA concordou com a medida adoptada pela direcção e sempre esteve contactável para que os pais em causa procurassem auxílio para a resolução das suas situações.

A direção da APEESLA: Joaquim Pedreira; Maria João; David Pimentel

Categories: Loulé

9 replies »

  1. Concordo plenamente.
    Muito boas são algumas crianças com os pais que têm.Nunca se passou fome no agrupamento.É dado o pequeno almoço,almoço,lanche e tudo o mais.Não entendo como se podem inventar estas coisas!

  2. No Agrupamento nunca ninguém passou fome.Se existe algum agrupamento onde nunca faltou nada às crianças é no AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DRA LAURA AYRES.

  3. NIKITTA SANTOS, OBRIGADO POR HAVER ALGUÉM QUE EM TÃO BREVES PALAVRAS DEFINE O PAPEL DE ENCARREGADO DE EDUCAÇÃO, QUE PODERÁ SER QUALQUER UM DE NÓS!
    .
    A MAIORIA DAS PESSOAS “DEPOSITA” AS CRIANÇAS NA ESCOLA E DESCARTAM-SE DAS SUAS OBRIGAÇÕES DE PAIS!!!!!!!! SIM PORQUE NA CABEÇA DA MAIORIA DOS PAIS E MÃES A ESCOLA É COMO UM DEPOSITO DE FILHOS!!!!!!!!!!
    ACHO ENGRAÇADO É QUE TODA A GENTE ESTÁ PREOCUPADA COM A CRIANÇA QUE, NUNCA TIVE DUVIDAS, FOI BEM TRATADA, ACARINHADA E ALIMENTADA MAS NINGUÉM TEM UMA PALAVRA DE INDIGNAÇÃO PELOS PAIS QUE A CRIANÇA TEM?! NINGUÉM SEQUER SE INTERESSA POR SABER QUEM SÃO, ONDE MORAM, O QUE FAZEM E PORQUE FALTARAM AOS SEUS COMPROMISSOS DE PAIS!!!!!!!!!!!! E QUE POR ISSO DEVEM SER RESPONSABILIZADOS!!!!!!!!!!!!

    É QUE QUAISQUER 2 PESSOAS SE DEITAM PARA FAZER UM FILHO MAS SÃO POUCOS AQUELES QUE SE LEVANTAM PARA SEREM PAIS 🙂 🙂 🙂

    É SEMPRE MAIS FÁCIL CULPAR O SISTEMA DE FORMA GRATUITA DO QUE REALMENTE APROFUNDAR A QUESTÃO…………

  4. a realidade é q a educação é uma vergonha nos tempos q correm , a maioria dos pais preferem gastar o seu dinheiro em tabaco e bebida em vez de providenciar alimentação aos filhos, são os tempos q correm , depois culpam a sociedade

  5. Qual é a parte que a Cláudia Belchior não entendeu?
    Os pais têm que ser responsabilizados pelas suas acções, neste caso a mãe foi avisada vezes sem conta, todas as hipóteses estavam disponíveis mas ela achou que se estava a marimbar para isso e não queria saber… a criança não foi prejudicada, recebeu alimento e foi sempre acompanhada… mas os pais têm responsabilidades, e na escola os dirigentes são pessoalmente responsabilizados quando não resolvem as situações!!! Infelizmente a quantidade crescente de pais que, tendo ferramentas que podem accionar ao seu dispor, como foi o caso, continuam a nada fazer, pensando que a escola não tem coragem de tomar atitudes porque são crianças… mas os responsáveis, que têm que prestar contas do seu bolso, são obrigados a agir, principalmente quando os pais gozam descaradamente com a situação… Se alguém haveria para repreender, seria concerteza a mãe, que aparentemente é o anjinho da história…

  6. ALGUÉM SABE O QUE QUER DIZER ENCARREGADO DE EDUCAÇÃO? POIS EU EXPLICO: É AQUELE QUE TEM COMO OBRIGAÇÃO CUIDAR DOS DIREITOS E DEVERES DA CRIANÇA. O MESMO DIGO PARA OS PAIS. QUANDO LEVO O MEU FILHO PARA A ESCOLA,CERTIFICO-ME DE QUE ELE TEM SENHA PARA ALMOÇAR E O LANCHE, NÃO É A ESCOLA,O ATL OU O INFANTÁRIO QUE TEM DE SE PREOCUPAR COM ISSO, SOU EU, A MÃE!!!
    EM VEZ DE FALAR MAL DA ESCOLA, OS PAIS PODIAM VIR A COMUNICAÇÃO SOCIAL E DIZER “OBRIGADO” POR TEREM DADO DE COMER O MEU FILHO!

  7. E se os pais não se preocupam com os próprios filhos, a escola deverá dar a conhecer esta situação à segurança social e não retirar direitos à criança! Não queiram ser iguais aos pais e comportem-se como seres adultos e responsáveis que deveriam ser!

  8. qual é parte que não entendem ?
    a criança não tem que sofrer as consequências das faltas dos pais.
    a criança não tem que comer que ser alimentada em parte alguma que não seja na cantina, junto das restantes crianças.
    a escola é o local por excelência onde as crianças devem ver os seus direitos assegurados e não violados.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.